Publicado em 27 Janeiro 2012

Mais de 5 milhões de empresas já adotaram o G Suite, e são vários os fatores que levaram a essa mudança. Embora as melhorias de produtividade e a possibilidade de reduzir custos sempre tenham sido as principais razões, cada vez mais clientes escolhem o G Suite pelos benefícios relacionados à segurança e à credibilidade.

A nossa nuvem é comprovada e foi criada para proteger os dados de nossos usuários, além de oferecer níveis de confiabilidade quase impossíveis de serem alcançados por uma única empresa. Inclusive as tecnologias “on-premises” (instaladas nos servidores das empresas), as denominadas “nuvem privada” e as tecnologias “híbridas” lidam com um grande desafio ao oferecer a proteção de dados e a confiabilidade fornecidas pelo G Suite.

A seguir estão as 10 principais vantagens mais mencionadas por nossos clientes quando se referem à proteção de dados e à confiabilidade. Não seguem nenhuma ordem específica pois todas têm a mesma importância:

1. Poderosas ferramentas de gerenciamento que fornecem controle sobre os dados 
Ao armazenar os dados corporativos no G Suite, os administradores têm à sua disposição poderosas ferramentas que os ajudam a gerenciar usuários, documentos e serviços. Os relatórios também fornecem uma descrição clara da utilização dos aplicativos e uma descrição dos dados que lá estão, de forma que os administradores tenham o controle necessário sem precisarem se preocupar com a manutenção da infraestrutura.

2. Uma arquitetura na nuvem pura e comprovada 
A infraestrutura de servidores em nossos datacenters foi especificamente criada e desenvolvida para os nossos aplicativos e não inclui nenhum hardware desnecessário ou código de software, como portas periféricas ou drivers de dispositivos. Isso reduz a quantidade das prováveis vulnerabilidades que teriam de ser levadas em conta.

3. Gerenciamento dos patches 
Fazer o download, testar e implementar patches se tornou significativamente complicado para muitos departamentos de TI. O G Suite simplifica essa complexidade porque nele não há servidores aos quais o cliente deva aplicar patches. Nós gerenciamos os servidores e executamos todas as atualizações.

4. Autenticação eficiente 
O G Suite inclui, sem custo adicional, uma verificação em duas etapas para todas as contas de usuário. As empresas e organizações podem implementar facilmente uma camada extra de proteção nas contas dos seus usuários por meio dos dispositivos que já possuem. Isso possibilita a disponibilização de uma autenticação mais eficiente para muitas organizações que antes não contavam com essa possibilidade. O G Suite também se integra aos mecanismos existentes de Single Sign On (SSO) através de padrões abertos.

5. Recuperação de desastres 
O G Suite oferece sólidas capacidades de recuperação de desastres que, geralmente, são medidas através do Recovery Time Objective (RTO) e Recovery Point Objective (RPO). O RTO mede quanto tempo será necessário para que os usuários possam acessar o sistema após a ocorrência de uma falha; e o RPO mede o nível de dano que pode afetar os dados após serem restaurados. O G Suite foi criado para que a meta do RTO e do RPO seja zero (em inglês). Os e-mails, documentos e dados são salvos a cada pequeno intervalo de segundos e duplicados em múltiplos datacenters. Isso significa que, se um dos nossos datacenters não estiver disponível, nós redirecionaremos o usuário para outro datacenter e, como as informações foram duplicadas, não haverá perda de dados: os usuários poderão continuar a trabalhar sem interrupções.

6. Auditorias realizadas por terceiros 
A auditoria do G Suite e de nossos datacenters é realizada pela SSAE 16 Type II e foi concedida a certificação FISMA (Federal Information Security Management Act) do Governo Federal dos Estados Unidos. O SSAE 16 é um padrão de auditoria terceirizada que avalia os controles disponíveis em inúmeras áreas, inclusive segurança fiscal e lógica, privacidade, resposta a incidentes e muito mais. A FISMA é a lei que define os requisitos de segurança que devem ser cumpridos por todos os sistemas de informação utilizados pelo Governo Federal norte-americano. A certificação FISMA, além de ser obrigatória para as Agências Federais dos Estados Unidos, também é uma avaliação eficaz no setor privado das tecnologias e processos que utilizamos para proteger os dados no G Suite.

7. Experiência na segurança da informação 
Temos uma equipe direcionada e dedicada à segurança da informação com mais de 250 pessoas com experiência e conhecimento difíceis de serem encontrados em outras empresas. Muitas dessas pessoas são formadas no ensino superior com alto nível de graduação, além de serem líderes de opinião sobre segurança da informação. Regularmente, a equipe publica pesquisas e contribui com a comunidade ligada à segurança de informática por meio de ferramentas de código aberto (open source). Também se encarrega de monitorar nossa rede mundial de datacenters e nossos aplicativos 24 horas por dia, durante o ano todo.

8. Conexões seguras para os usuários 
Codificamos automaticamente as sessões dos navegadores dos usuários do G Suite sem precisar de um VPN ou de outro tipo de infraestrutura dispendiosa. Isso ajuda a proteger os dados enquanto eles trafegam dos navegadores dos usuários para nossos datacenters.

9. Alta responsabilidade 
O G Suite não tem problemas de tempo de inatividade e nem de suspensão do sistema para manutenção. Oferecemos um Contrato de Nível de Serviço (SLA) de 99,9% (em espanhol) de tempo ativo: de fato, em 2010, o Gmail superou essa porcentagem e obteve um tempo ativo de 99,984%. Realizamos isso enquanto fornecíamos mais de 30 novas funcionalidades e adicionávamos dezenas de milhões de usuários. O status do G Suite pode ser consultado pelos administradores e usuários em nosso painel de controle, que é disponibilizado publicamente.

10. Redução no risco de vazamento de dados 
O G Suite permite aos usuários trabalharem com segurança com seus dados onde quer que estejam, por meio de uma grande variedade de dispositivos. Os dados são armazenados de forma central na nuvem do Google, o que reduz bastante a necessidade de os usuários levarem esses dados consigo em drivers USB ou outros dispositivos similares, que podem ser perdidos ou roubados com facilidade. Isso pode ajudar a reduzir o risco de vazamento de dados, que é uma das principais preocupações das empresas.

QI_CTA_CasesdeSucesso