Skip to Content

A importância da Hospedagem de Sites para o Ranqueamento no Google

Empreendimentos online crescem diariamente e o que cada novo empreendedor espera é ver o seu site na primeira página do Google. E melhor possível, como primeiro resultado nas buscas. Atualmente, SEO é tudo no mundo digital e é essencial que seu site atenda todas as regras para ganhar destaque no site de buscas mais conhecido de todos.

SEO é a sigla para Search Engine Optimization, que são técnicas aplicadas em um site para melhorar o posicionamento nos sites de busca e ter resultados orgânicos.

Nas salas de aula quando a disciplina é sobre o mundo digital, a brincadeira é “O melhor lugar para esconder um cadáver é na segunda página do Google”. Você não quer deixar o seu site lá, certo?

E uma pergunta muito comum nesse assunto é se a hospedagem de sites tem algum impacto no ranqueamento do site no Google. A resposta é sim! Sites rápidos e com bom conteúdo tem chances de alcançar melhores posições no Google e isso tem tudo a ver com o provedor de hospedagem de sites.

Aqui estão algumas dicas de como uma hospedagem de site de qualidade afeta o SEO e ranqueamento do seu site e porque deve escolher uma empresa de confiança!

Uptime do servidor

Importantíssimo na hora de contratar o seu plano de hospedagem de sites é conhecer qual o uptime do servidor. Uptime quer dizer por quanto tempo esse servidor ficará disponível, em operação.

Se o servidor ficar fora do ar por muito tempo, já temos a primeira prova de que essa não é uma empresa de confiança.

Um site instável tem efeito na performance do seu site, considerando que os seus clientes não o encontrarão ao realizar a busca, e também prejudica o SEO.

Entenda: o Google sabe que o seu site é autoridade em determinado assunto e ao receber uma busca, tenta conexão com o seu site para fornecer a informação e não encontra o conteúdo pois o seu site está fora do ar.

Nesse cenário descrito acima, o seu site perde ranqueamento no Google além de aumentar a taxa de rejeição, já que as pessoas tentaram acessar o seu site e, por estar fora do ar, não voltarão mais ali.

Antes de fechar negócio, se informe sobre o histórico da empresa no assunto! É possível encontrar servidores com 99,9% de uptime.

Velocidade do site

Outro fator importante na hora de contratar seu provedor de hospedagem de sites, é a velocidade de carregamento. Se um site leva muito tempo para carregar, isso é absolutamente relevante para o seu ranqueamento.

Uma página demora que mais do que dois segundos para carregar, sofre os riscos de ter o usuário abrindo novas páginas, dos concorrentes, para encontrar outras opções disponíveis. Além disso, a velocidade de um site também interfere na reputação.

Sem diferença do tópico abordado anteriormente, a velocidade também afeta a taxa de rejeição. Vale mais investir em uma hospedagem de site de qualidade do que arcar com prejuízos de reverter taxas de rejeição.

Lembre-se: Um boa hospedagem de site garante a alta performance de um site, com tecnologia de última geração e traz resultados orgânicos. São diversos fatores que, em um ciclo, determinam a relevância do seu site.

Escolha a hospedagem ideal para o seu site

É natural buscarmos por preços baixos. No mercado de hospedagem de sites, a hospedagem compartilhada é a mais atraente.

Antes de definir o seu plano de hospedagem é preciso saber quais os recursos ideias para o seu site e qual tecnologia requer. Para chegar a essa conclusão, calcule qual a solução para o seu projeto levando em consideração as expectativas de acessos diários, e-mails disparados diariamente, publicações diárias e qual gerenciador de conteúdo utilizará, entre outras ações.

Neste momento avalie se o que é mais barato é realmente o apropriado. Uma hospedagem compartilhada é recomendada para projetos iniciantes que ainda não tem um grande número de acessos. Mas não permita que isso interfira na qualidade oferecida.

Infelizmente, alguns provedores de hospedagem compartilhada não tem como preocupação a qualidade e sim o lucro. Faça sua parte e pesquise! Não há problema algum contratar um plano de hospedagem compartilhada desde que não prejudique o seu site.

Se tiver um site em hospedagem compartilhada, a prática errada de um site vizinho, vai afetar o site dele e o seu, prejudicando sua relevância, credibilidade e posicionamento.

Certificado SSL

E para finalizar, a característica mais importante que o seu site precisa ter para ser rankeado no Google é o Certificado SSL. Esse recurso garante o sigilo de informações na troca de dados, arquivos e transações financeiras.

Sites que possuem este selo de segurança recebem a sigla https. Se a sua empresa não tem esse selo, o Google informa ao usuário que ele está acessando um site que não oferece segurança.

O impacto disso no seu site é que o trabalho do SEO não vai ser eficiente se não tiver o Certificado de Segurança.

Conclusão

Um site hospedado em um provedor ruim está predestinado a falhar e falir. Isso ocorre porque os recursos tecnológicos não vão suportar a demanda, prejudicando diretamente o posicionamento e SEO.

Para quem já tem projetos em andamento e quer saber qual a melhor hospedagem de sites, utiliza uma calculadora de soluções de sites para saber qual o plano ideal.

Não escolha apenas o mais barato. Verifique o histórico e reputação da empresa no mercado, os depoimentos de outros usuários se há essa consciência com o SEO.


 

Este artigo foi produzido pela Hostinger, multinacional da Lituânia especializada no mercado de hospedagem de sites. A empresa também atua no Brasil, tendo mais mais de 29 milhões de usuários mundo afora. No país, a WebLink faz parte do grupo europeu e oferece praticamente os mesmos serviços.

0 0 Continue Lendo →

Table of Contents: conheça o recurso que facilita a navegação no Google Docs

Você já ouviu falar em “Table of Contents”? Embora o nome desse complemento não tenha sido traduzido para o português, uma tradução livre resultaria em “Tabela de Conteúdo”.

0 0 Continue Lendo →

Como o G Suite e Slack podem trabalhar juntos pela produtividade na empresa?

Imagine o seguinte cenário: para completar determinada tarefa, você precisa abrir pelo menos dois sites da web, resgatar um e-mail enviado na semana anterior e caçar um arquivo importante no servidor da empresa em um emaranhado de pastas desorganizadas.

0 0 Continue Lendo →

G Suite ou Office 365: conheça as principais diferenças de performance entre eles

Se você está em dúvida entre G Suite ou Office 365 para a solução de aplicativos de escritório para o seu negócio, é importante ter um método para coordenar a sua decisão.

1 0 Continue Lendo →

Gravar uma reunião no Hangouts Meet e salvá-la no Google Drive

Seja para fazer treinamentos, dar avisos importantes ou estar em sincronia com a equipe, as reuniões têm muitos propósitos. Às vezes, nem todos os membros da equipe podem participar ou é necessário compartilhar ou consultar notas após o término de reuniões. Para simplificar esse processo, agora as videochamadas do Hangouts Meet no G Suite Enterprise podem ser gravadas e salvas na nuvem, facilitando o compartilhamento, a visualização e até a reprodução acelerada.

0 0 Continue Lendo →

Google Hire: o novo app do Google para otimizar o recrutamento e seleção

A tecnologia pode ser uma grande aliada do recrutamento de colaboradores, possibilitando gerenciar melhor as diversas etapas de um processo seletivo.

4 0 Continue Lendo →

ARTIGO | Qual a importância da instalação dos data centers da Google para o Brasil?

Não é novidade para ninguém que trabalha com tecnologia que a adoção de soluções digitais com base na nuvem é uma realidade, não mais coisa do futuro. O que era tendência, sobretudo a partir de 2010, agora é visto como algo em consolidação nas empresas ao redor do globo, independente do porte e segmento de atuação. Inclusive é um cenário efetivo para as pequenas e médias organizações. De acordo com a pesquisa “2016 Brazil Small & Medium Business: ICT & Cloud Services Tracker Overview“, realizada pela AMI Partners, a pedido da Intel Brasil, estima-se que até 2020 as PMEs irão investir algo em torno de U$ 63 bilhões em cloud computing; em 2016, o investimento na área era de U$ 48 bilhões. Desses, U$ 6,6 bi foram feitos por empreendimentos brasileiros, consolidando o país como um dos filões de mercado na mira das gigantes que atuam com tecnologia.

Em setembro a Google inaugurou no Brasil seu 12º Google Cloud Platform; outros cinco ainda estão previstos para serem instalados em países considerados estratégicos, totalizando 17 em todo o mundo. A crescente integração de serviços digitais com base na nuvem oferecidos pela empresa em solo brasileiro incentivou a inauguração dos data centers em São Paulo. Além de atender os clientes nacionais, também servirão como base de dados para outros países da América do Sul, como Chile e Argentina.

Mas o que isso significa, na prática? Para os clientes, facilidade em questões relacionadas ao pagamento, que agora poderá ser feito em reais ao invés de dólar – reduzindo em até 60% custos relacionados a burocracia, em comparação com serviços similares feitos por outras empresas. Além disso, o acesso aos dados também terá um tempo de resposta reduzido, com variação de 80% a 95% de agilidade se comparado com o que era feito anteriormente, quando os dados obrigatoriamente eram armazenados em data centers nos EUA. Também irão oferecer serviços mais complexos envolvendo Big Data, além de combinar com outros recursos antes aplicados apenas para clientes internacionais, como Data Loss Prevention (DLP), Spanner e BigQuery, estes dois últimos relacionados à análise e armazenagem de dados em larga escala, facilitando seu carregamento e processamento na nuvem.

Em resumo, essa ação da Google pode ser encarada como um retorno significativo para o país. Mostra que grandes organizações continuam mirando o Brasil como um player estratégico no mercado mundial, além de o colocar entre os polos tecnológicos mais importantes em escala global. O momento é um marco sobretudo para os parceiros locais da Google, que já atuam na integração de suas soluções, educando o mercado sobre as vantagens da computação em nuvem para as empresas há anos. Para as integradoras de soluções em cloud computing, a iniciativa também reforça um nicho de mercado cada vez mais em ascensão: quem não está na nuvem, de uma forma ou de outra, busca ou vai buscar seu lugar nela, para aproveitar as inovações decorrentes dessa tecnologia.

Confira a matéria no site do Acontecendo Aqui!

0 0 Continue Lendo →

Mais praticidade na Caixa de entrada com os Complementos do Gmail

Para muitos de nós, o e-mail é a central de controle: ele nos lembra de gerar uma fatura, preparar uma apresentação ou acompanhar uma oportunidade de vendas. São muitas tarefas. Mas imagine como seria se você pudesse fazer tudo diretamente na Caixa de entrada sem interromper seu fluxo de trabalho.

Acreditamos que os e-mails podem ajudar você ainda mais, e é por isso que estamos lançando os Complementos do Gmail: uma nova forma de trabalhar com seus aplicativos empresariais favoritos diretamente no Gmail.

0 0 Continue Lendo →

Qual a importância do Google Duo para funcionários externos?

Foi-se o tempo em que, para realizar uma comunicação eficiente, era necessário reunir todos os interlocutores em um mesmo lugar.

2 0 Continue Lendo →

Google Keep: entenda o potencial do bloco de notas multimídia da Google

Todos os dias, fazemos anotações sobre compromissos, reuniões e coisas que não podemos esquecer.

0 0 Continue Lendo →