Publicado em 5 novembro 2015

Quem já iniciou a vida profissional mas sonha em incrementar o currículo com a ajuda de cursos da área costuma adiar esse objetivo por falta de tempo. Realmente, não é fácil conciliar a vida de trabalhador com a de estudante. Mas com disciplina e foco, você pode se especializar sem enlouquecer. Leia o post de hoje e conheça nossas dicas e aprenda a organizar os estudos sem deixar o seu emprego — e o seu período de lazer e descanso — de lado. Vamos lá?

Use uma agenda ou um calendário

O passo mais importante para organizar os estudos de forma eficiente é separar exatamente o que e quando você estudará. Mantenha um calendário em local visível e anote datas de provas e trabalhos.

Com a data em mente, comece a preparar a sua rotina de estudos. Se você se comprometer a estudar, por exemplo, 40 minutos por dia, terá tempo suficiente para aprender o conteúdo até o dia da prova. Essa técnica é muito mais eficiente do que deixar os estudos para a véspera e, em 7 horas, tentar aprender tudo — você não conseguirá absorver todo o conteúdo e, ainda por cima, estará exausto na hora do teste.

Portanto, defina uma quantidade de tempo diária de, no mínimo, 30 minutos. Faça desse horário um período sagrado e não o deixe de lado. Assim, você estudará sem se cansar e, além disso, construirá um hábito regular de estudos. Se você quiser dedicar algumas horas por dia ao estudo, faça-o de forma distribuída: por exemplo, 1 hora pela manhã e 1 hora à tarde.

Intercale os conteúdos

Em vez de tentar aprender todo o conteúdo de uma disciplina em uma única rodada, divida a sessão de estudos entre diferentes matérias. Pesquisas mostram que essa é uma excelente forma de manter o seu cérebro ligado e concentrado já que, quando você estiver começando a cansar de um conteúdo, já será hora de partir para o próximo.

Da mesma forma, separe a teoria da prática: estude a teoria em um dia e a prática no outro. Você perceberá se aprendeu realmente com as suas leituras ou se só havia memorizado o conteúdo momentaneamente.

Dedique-se ao que você tem dificuldade

Na hora de separar o tempo para cada conteúdo que precisa ser estudado, tenha o cuidado de dedicar um tempo extra aos assuntos que você tem mais dificuldade. Quando se trata de algo que você gosta de estudar e aprende facilmente, é tranquilo passar horas lendo sobre aquilo — e, no mesmo caminho, é fácil deixar de lado o que você realmente precisa aprender.

Faça e refaça exercícios até você pegar o jeito, procure ou peça ao seu professor atividades extras e busque formas de memorizar o conteúdo de maneira definitiva, como resumos ou vídeos.

Não deixe um conteúdo de lado só porque você não o está absorvendo com a velocidade com que gostaria. Leia com atenção a matéria e releia quantas vezes for necessário. Se você aprendeu um conteúdo que não entendeu muito bem na aula, tire dúvidas com o professor e revise a matéria assim que chegar em casa.

Mantenha-se concentrado

Se você está navegando na internet para estudar, não entre em sites irrelevantes para a atividade. Não deixe o celular por perto, pois será difícil evitar a curiosidade de conferir as suas notificações. Você pode até prometer a si mesmo “só 5 minutinhos”. Mas quando perceber, já ficou um bom tempo sem estudar!

Se você gosta de ouvir música enquanto estuda, uma dica para evitar a distração é escutar apenas canções instrumentais ou, então, cantadas em línguas que você absolutamente não compreende. Evite músicas calmas demais, que podem deixar você excessivamente relaxado e até com sono.

Descubra os métodos que funcionam para você

Há diversos jeitos de memorizar e aprender conteúdo: diagramas, desenhos, resumos. Saiba o que funciona melhor para você e utilize essa técnica. Muitos alunos, por exemplo, gostam de gravar as aulas em áudio e, depois, escutar em casa, no carro ou na academia. Outras pessoas não conseguem se concentrar no som e absorvem a informação melhor ao montar resumos do que foi estudado.

Se você se sai melhor com um apoio visual, busque vídeos no YouTube ou gravuras em livros, em revistas e na internet. Lembre-se de pesquisar bem e procurar sites e canais respeitados na área (nessa hora, vale pedir dicas ao seu professor).

Uma ótima dica de manter bem o que você está estudando é criar diagramas: conexões entre os conteúdos, relacionando-os uns aos outros. Assim, você perceberá como o conteúdo vai se desenvolvendo, aprendendo de maneira natural e não apenas memorizando informações.

Explique o conteúdo

Abra um documento de texto ou pegue uma folha de papel (escrever à mão é mais eficiente para memorizar) e comece a escrever sobre o que você acabou de estudar. Você consegue interligar as ideias do conteúdo? Tente, também, explicar a matéria a um amigo ou parente que não tenha muito conhecimento sobre a área e veja se eles conseguem entender.

Organizar o conteúdo em uma explicação a outra pessoa é uma ótima maneira de testar os seus próprios conhecimentos e de memorizar melhor o que você estudou. Durante a conversa, você descobrirá novas formas de interligar os conteúdos e de explicá-los de forma que faça sentido para o outro e para você mesmo.

Cuide de você mesmo

Finalmente: não deixe de dedicar um tempo durante a semana para os seus próprios interesses. Acorde mais cedo para caminhar ou andar de bicicleta, separe algumas horas do fim de semana para assistir a um filme ou conversar com os amigos. Se você se privar de tudo o que gosta, associará sentimentos negativos ao estudo, o que o deixará frustrado e sem vontade de se dedicar com afinco.

Com disciplina e organização, você conseguirá equilibrar e se sair bem em todos os seus objetivos. Agora que você está pronto para organizar os estudos e conciliar o trabalho com o seu curso, conte para a gente: se lembrou de outras soluções para ajudar nessa tarefa? Deixe o seu comentário!

 

Fonte: Saiba como organizar os estudos da melhor forma – Certificação Apps for Work

QI_CTA_GuiaGmail