Skip to Content

Tag Archives: Marca

Nova ferramenta do Google ajudará a mensurar o valor do Marketing Mobile

“O Valor do Mobile”, nova ferramenta do Google, foi lançada na última quinta-feira (18) durante o Mobile Day por Peter Fernandez, Diretor de Mobile e Social do Google na América Latina. O novo recurso oferecido pelo Google traz uma calculadora que estima o valor de anúncios, custo de aquisição e ROI nas plataformas mobile, além de informações de melhores práticas, vídeos e cases.

A ferramenta coleta dados do AdWords e informações passadas de forma manual pelo anunciante. A ideia do Google é disponibilizar uma ferramenta que forneça dados para analisar os impactos online e offline de uma marca para que empresas façam planos mais precisos e compatíveis com o consumidor atual, que está sempre conectado a várias plataformas e está cada vez mais adepto ao universo mobile, e tudo isso fica mais simples quanto se tem resultados mensuráveis do marketing mobile. Desta forma, todo investimento por parte da empresa torna-se justificável antes mesmo de ser aplicado.

 Veja mais: http://www.gomobrasil.com/br/d/

 

 

0 0 Continue Lendo →

G Suite traz 329% de ROI, segundo a Forrester

… Para empresas de grande porte.


Empresas que avaliam o custo do G Suite devem estar cientes de um novo relatório da Forrester. O relatório intitulado “O impacto econômico total do G Suite: Análise e inquérito da Indústria” aponta que as grandes empresas podem atingir um ROI ajustado à marca impressionante de 329% e um break-even point de 1,4 meses. Sim, se o relatório é confiável, em um trabalho de seis semanas, uma empresa será capaz de recuperar todo o seu investimento e, possivelmente, continuar salvando enormes quantias em dinheiro através da comunicação do Google, baseada na nuvem e em pacotes de colaboração.

Nós seremos breves e vamos mencionar que a Forrester é uma empresa modelo, que possui 18mil funcionários. Desta forma, o estudo aplica-se às grandes empresas.

Descobertas

A seguir, acompanhe as principais conclusões do relatório:

  • Ajustado à marca ROI de 329% – Isto significa que para cada dólar que as grandes empresas investem no G Suite, é recuperado o triplo.
  • Valor Líquido presente (VPL, em inglês) de 10,1 milhões de dólares, assumindo um investimento inicial de US $ 428 mil em serviços como gerenciamento de mudanças, teste, piloto e apoio inicial.
  • Período de retorno (break-even) de 1,4 meses, um dos números mais impressionantes deste novo estudo.
  • O ganhos em produtividade do usuário final foram três vezes maior que a redução de custos. Os usuários finais afirmam ter obtido vantagens em eficiência não só no Gmail, mas melhorias de produtividade globais por usar outros componentes do G Suite, como o Google Docs e o Calendar.
  • O aumento ou substituição de uma solução de e-mail existente é reconhecido como o mote por trás da decisão da empresa. Mesmo que a colaboração seja significativa, sua gestão in-house é o ponto fraco de muitos departamentos de TI.
  • A transição para o Gmail empresarial foi mais suave para os usuários que já utilizavam o Gmail pessoal. Esta é uma conclusão bastante óbvia e destaca um ponto de venda que o Google tem há um tempo. Quase todas as funcionalidade do G Suite estão disponíveis para uso pessoal e é gratuito para instituições de ensino. Assim, fica mais fácil para os usuários aceitarem o G Suite como uma ferramenta de negócios.
  • Redução de custos de manutenção é apresentado como um dos principais benefícios. A estratégia de faturamento mensal do G Suite também reduz a pressão sobre o fluxo de caixa.


Todo este novo estudo significa que o Google e seus revendedores do G Suite têm ferramentas adicionais de Marketing à sua disposição. Diretores de TI que resistem ao modelo de e-mail e colaboração baseado na nuvem não podem ignorar este estudo e terão de fazer mais para justificar a necessidade de ficar com uma solução de servidor local.

Este último relatório é a atualização de um estudo prévio realizado pela Forrester desde 2010, que pontuou um ROI ajustado à marca de 307% e um ponto de equilíbrio de 7 meses.

Observações & metodologia

Seguem algumas observações sobre como o estudo foi realizado:

  • O estudo foi encomendando pela própria Google. Apesar de trazer uma perspectiva de si mesmos, seria ótimo ver um estudo independente, como um que comparou o G Suite com o Microsoft Office 365.
  • Nomes de clientes foram fornecidos pelo Google. Será que há uma seleção de perspectiva aqui? Enquanto isso, maiores detalhes sobre a metodologia de pesquisa podem ser encontrados no próprio documento. Encontramos alguns pontos interessantes:

– A Forrester estrevistou cinco organizações que utilizam o G Suite ao redor do mundo.
– Os analistas consultaram 200 profissionais de TI e usuários finais, representando diferentes organizações e mais de 20 indústrias diferentes que migraram para o G Suite. O estudo prévio iniciado em 2010 incluiu mais de 600 profissionais de TI e usuários finais.

Para maiores esclarecimentos, nós estamos citando os dois estudos:

E você, o que pensa disto?
Qual a sua opinião sobre o estudo? Você considera esses dados confiáveis? Nós gostaríamos de ouvir sua opinião, principalmente funcionários de grandes empresas que migraram para o G Suite.

Este artigo é uma tradução de: Forrester: G Suite brings 329% ROI

QI_CTA_CardsTransformationFINANCEIRO

0 0 Continue Lendo →

Google+ apresenta grande crescimento de usuários.

Em apenas 1 ano a rede social do Google, concorrente direta do Facebook, atingiu 400 milhões de usuários inscritos em Setembro, dos quais 100 milhões são membros ativos, conforme um post institucional divulgado no próprio Google +.

Estes números representam os acessos via dispositivos móveis, como celulares e tabletes, além dos desktops.

Este crescimento acelerado do Google + reflete o fenômeno do social networking atualmente, com grande audiência e engajamento entre os usuários deste tipo de plataforma.


Google+ atinge 400 milhões de usuários

25% (100 milhões) acessam o serviço ao menos uma vez por mês (usuários ativos) considerando plataformas desktops e móveis

A plataforma social do Google para concorrer com o Facebook, a Google+, atingiu a marca de 400 milhões de usuários cadastrados, anunciou hoje o vice-presidente de negócios sociais da empresa, Vic Gundotra.

Segundo post publicado na própria plataforma, do total de usuários, 25% (100 milhões) acessam o serviço ao menos uma vez por mês (usuários ativos) considerando plataformas desktops e móveis.

“Faz apenas um ano que abrimos o serviço para a inscrição pública. Não poderíamos imaginar que tanta gente iria se inscrever nesses 12 meses”, declarou Gundotra.


Argumentos do Google

Os executivos da empresa divulgaram no Google + o sucesso da audiência e de usuários ativos, além de reforçar a relevância da presença do Google no mercado mundial das redes sociais.

O Google + é integrado com diversos produtos e serviços desta empresa, como os Apps (Gmail, Drive, Agenda, etc…), representando um fator importante e também diferencial para a evolução positiva de membros cadastrados e ativos em curto espaço de tempo.

Esta rede social é uma solução de comunicação bastante utilizada para o networking profissional, que ao ser combinado com os recursos do e-mail profissional do Google, por exemplo, simplificam tarefas, processos e impulsionam bons resultados, além de permitirem os acessos remotos em qualquer local do planeta.


Em janeiro deste ano, o analista independente Paul Allen já havia afirmado que a rede social atingia essa marca ainda em 2012.

Em abril, o Google apresentou a primeira reforma visual da plataforma, incorporando elementos do concorrente Facebook.

Essa foi a primeira vez que o Google se pronunciou sobre o número de usuários ativos do serviço. O número ajuda a rebater o argumento que a rede social é uma cidade fantasma.


O Google potencializa os seus recursos de forma estratégica e entrega soluções eficazes aos seus clientes, sejam eles corporativos ou consumidores privados.

Atualmente com a grande relevância das redes sociais na web, as empresas como o Google que fornecem plataformas tecnológicas, possuem boas oportunidades ao se inserir no nicho do social networking que cresce de forma bastante rápida, descentralizada e a nível global.

Os usuários certamente preferem optar por redes que lhes ofereçam soluções completas, como é o caso do Google +, facilitando o intercâmbio de informações e processos, de forma sincronizada com demais serviços e produtos numa mesma plataforma.


google plus e facebookGoogle adquire o aplicativo de fotografias Snapseed

Ainda sob a euforia do crescimento acelerado nos números de usuários inscritos e ativos no Google +, 400 milhões no total, a empresa adquiriu a Nik Softwares, responsável pelo desenvolvimento de aplicativos para edição e compartilhamento de fotos nas redes sociais. É também um concorrente direto do Instagram, comprado pelo Facebook em Abril deste ano.

Com esta aliança estratégica o Google pretende estimular a inclusão e o compartilhamento de mais imagens no Google +, ações que garantem maior audiência nas redes sociais.

Com isso a empresa visa é claro, continuar alavancando as suas bases de membros totais e principalmente ativos.


Rival do Instagram pode trazer mais fotos ao Google+


Google anuncia a compra do aplicativo Snapseed, sem revelar valores e sem dar detalhes acerca dos planos para o futuro do app

Google deu um passo à frente em sua estratégia de turbinar a sua rede social Google+Vic Gundotra, vice-presidente sênior de engenharia da empresa, anunciou que a empresa fechou a compra a Nik Software, mais conhecida como a desenvolvedora do app para fotografias, Snapseed.

Não ficou claro, contudo, quais as intenções do Google com a aquisição. É possível que a empresa opte pelo mesmo caminho do Facebook, que aproveitou o Instagram para movimentar ainda mais o tráfego de imagens na rede social.

Se a ideia for mesmo integrar o serviço ao Google+, a empresa tem boas chances de conseguir catapultar o número de usuários ativos na rede social que, segundo o próprio Gundotra, acaba de atingir a marca de 100 milhões (400 milhões no total). Estará, afinal, de olho em uma das atividades favoritas de todos os usuários de qualquer rede social: o compartilhamento de imagens.

 

 

Aplicativo SnapseedFuncionalidades do Snapseed

Este aplicativo surgiu em julho de 2011 e já possui mais de 9 milhões de usuários. No ano passado ganhou o prêmio iTunes Rewind, sendo considerado como o aplicativo do ano para uso em iPad, desta forma concorre com o Instagram, destinado principalmente para inclusão de imagens no Facebook.

O Snapseed possibilita o compartilhamento das fotos feitas em dispositivos móveis e também desktops, diretamente para as redes sociais, com funcionalidades mais sofisticadas para edição de imagens, comparando-se com o Instagram.

Este aplicativo atualmente está disponível para iOS e a curto prazo para Android, com custo bastante acessível, aproximadamente US$ 5,00.

Snapseed

Lançado em junho 2011, o Snapseed é um rival do Instagram: já ultrapassou a marca de 9 milhões de usuários em apenas um ano de existência e foi eleito o aplicativo do ano para iPad pelo prêmio iTunes Rewind 2011.

Assim como o aplicativo de Kevin Systrom e Mike Krieger, o Snapseed também traz uma variedade de filtros que podem ser aplicados a imagens capturadas com o aparelho móvel e também permite o compartilhamento das fotos nas redes sociais. A vantagem do app da Nik Software, porém, é que pode ser instalado em desktops e possui funções mais avançadas de edição de imagens.

O aplicativo está disponível por enquanto apenas para iOS, mas a equipe garante que uma versão para Android já está em desenvolvimento e deve ser lançada em breve. Na App Store, o Snapseed custa 5 dólares”.


Com a aquisição da empresa Nik Software, o Google aumenta o seu leque de produtos e serviços que incrementam o Google +, garantindo mais funções a esta rede social, na tentativa de manter e captar mais usuários, além de concorrer de forma equilibrada com os recursos que o Instagram oferece para o Facebook.

O gigante das buscas cada vez mais sinaliza que está investindo em soluções pioneiras e que agregam valor aos seus produtos, com o objetivo de se manter competitivo e também se rentabilizar no nicho das redes sociais.

0 0 Continue Lendo →