Skip to Content

Tag Archives: Pois

Como migrar para o G Suite

O Google Apps for Business é um conjunto de aplicativos oferecidos pelo Google para que as empresas gerenciem um domínio na internet e, ao mesmo tempo, usufruam de serviços como o Gmail, Google Drive, Google Plus e Google Sites.

0 0 Continue Lendo →

G Suite e a segurança de dados da sua empresa

O pacote de aplicativos do Google (G Suite) tem sido apontado constantemente pela mídia e também por usuários como um dos grandes aliados tecnológicos de empreendedores do mundo todo. Isto é compreensível, uma vez que o G Suite para pequenas e médias empresas significa menos gasto, tecnologia de ponta e uma série de facilidades no dia a dia.

0 0 Continue Lendo →

Batalha nas nuvens: G Suite x Office 365

O G Suite tem sido fortemente reconhecido por empresários. Ele geralmente é utilizado para videoconferência, chat, apresentação de slides e edição colaborativa de documentos na nuvem. Introduzido há aproximadamente seis anos, este serviço foi desenvolvido inicialmente para start-up’s e pequenas empresas. O Google não planejava que grandes empresas também tivessem interesse no G Suite.

Entre os clientes recentes do G Suite estão o US Interior Department e a Hoffman-La Roche. Cada uma destas companhias tem aproximadamente 80 mil usuários do G Suite. Especialistas acreditam que a popularidade do serviço deve-se à migração das empresas para a nuvem e o preço competitivo, de acordo com a analista da International Data Corporation Melissa Webster, o Google vai ganhar força este ano, pois haverá muita colaboração e conteúdo na nuvem.

O valor das licenças variar um pouco, mas no caso do Google for Work, a empresa é simples e direta, negociando um valor por usuário, funcionando como um software com serviço tradicional (SaaS), com pagamentos mensais.

Já no caso do Microsoft Office 365, não é tão simples assim. Os pacotes chegam a mais de 5 variações, entre preços, apps e serviços diferentes. A vantagem disso, por um lado, é talvez separar apps que sua empresa talvez não utilize, mas as diferenças de valores não parecem justificar essa atitude. No caso da MS, o conteúdo dos pacotes pode variar bastante.

Pequenas e médias empresas podem utilizar o G Suite desde que tenham avaliado os recursos de segurança do serviço. Muitas dessas empresas terão receio de que sua comunicação e seus dados não estejam seguros na nuvem  e continuarão armazenando suas informações mais sensíveis em seus computadores locais. Para essas questões de segurança, o Office 365 é capaz de armazenar dados no servidor local do cliente e na nuvem. Entretanto, a organização deve estar preparada para pagar mais caro por este recurso.

A computação em nuvem está ganhando popularidade entre profissionais de TI e isso é uma tendência que parece não ter volta. Não há necessidade de atualização do computador local pelo usuário. Quando o usuário estiver online as atualizações já estarão prontas para uso. Porém, o Office 365 disponibiliza atualizações de no máximo um ano atrás. Este recurso é oferecido para aqueles usuários que não optam por atualizações automáticas. O G Suite não possui um recurso como este.

A briga entre as gigantes promete e quem sai ganhando são as empresas que até pouco tempo tinham apenas a Microsoft como opção. Hoje o G Suite é uma ameaça real ao reinado da Microsoft. A grande vantagem do Google é que eles já possuem a Computação em Nuvem em seu DNA e por isso seus serviços já alcançaram uma certa maturidade, mas temos certeza que a inovação não deve parar por ai.

Este artigo é uma tradução de:  Cloud Wars – G Suite vs Office.

QI_CTA_CasesdeSucesso

0 0 Continue Lendo →

Grandes empresas brasileiras migram para o G Suite

Setor público, que envolve 250 mil usuários do governo de SC, passa a usar contas do Gmail. Entre os recentes clientes globais do Google estão a Roche e o banco BBVA

A área voltada exclusivamente para grandes empresas é recente dentro do Google. Há cerca de três anos a companhia, conhecida pelo seu mecanismo de buscas, começou a adaptar os produtos que sempre foram direcionados para pessoa física, como o Gmail, para o mundo das grandes corporações.

Agora, essa unidade começa a ganhar força no Brasil com a assinatura do seu primeiro contrato com o setor público, que envolve 250 mil usuários do governo de Santa Catarina, por meio do Centro de Informática e Automação (CIASC).

O contrato tem grande importância para o Google, pois reflete uma mudança cultural. A área de governo normalmente utiliza sistemas baseados em Linux, plataforma aberta e gratuita.

“O Gmail é simples e acessível em qualquer dispositivo”, diz Amit Singh, vice-presidente mundial de vendas para grandes clientes, que está no Brasil para participar hoje de um evento do Google voltado para este segmento em São Paulo.

Segundo ele, características como estas têm atraído os setores privado e público.

Participação

Nos próximos dias Singh espera fechar mais um contrato no país, com uma empresa do setor privado, que deverá contratar 24 mil licenças. Mas apesar dos grandes negócios recentes, o gigante de buscas ainda está longe de se aproximar da Microsoft.

Ao todo, o G Suite tem atualmente 5% do mercado corporativo brasileiro, enquanto a rival lidera com folga com uma fatia de 73%.

“O Gmail é mais barato e, além disso, tem recursos como o video-chat, que pode ser acionado com um clique”, defende Singh.

O executivo diz que as empresas estão mudando o modo como seus profissionais trabalham, o que exige mais recursos de colaboração como este. Para ele, é aí que o Google leva vantagem sobre a Microsoft.

“O mais importante é que estas características não exigem nada além da internet para funcionar”, afirma.

Apesar da participação ainda pequena do Gmail para empresas nas grandes companhias, a perspectiva dos especialistas é de crescimento. Segundo o Gartner, o número global, que atualmente é de 1%, atingirá 10% em “poucos anos”.

Entre os recentes clientes globais estão a Roche e o banco BBVA.

Fonte: http://informationweek.itweb.com.br

0 0 Continue Lendo →