Skip to Content

Tag Archives: Rede

12 fatos sobre Mobile Marketing que você precisa conhecer

Seja para e-mails, pesquisa, redes sociais ou compras online, as pessoas simplesmente não conseguem ficar longe de seus dispositivos móveis. Para os empresários, isso representa um grande desafio, e ao mesmo tempo uma oportunidade incrível. Como se engajar com o público certo, com a abordagem certa, no momento certo quando as pessoas têm tanto controle sobre as informações que recebem?

Implementar uma estratégia de Mobile Marketing impecável não é simples, mas estes 12 itens podem mostrá-lo por onde começar.

1 – 75% das pessoas priorizam o acesso a sites otimizados para dispositivos móveis.
2 – A navegação na internet em dispositivos móveis deve superar o uso da internet por meio de computadores comuns até 2014.
3 – 50% das buscas locais acontecem por meio de smartphones.
4 – Mais de 80% dos usuários de smartphones exigem uma experiência rápida e confiável e isso reflete em quantas vezes ele acessa um site mobile.
5 – 24% dos usuários esperam que um site mobile demore 3 segundos ou menos para carregar.
6 – 13% dos usuários mobile afirmam que nunca usam um aplicativo novamente se a primeira experiência for ruim.
7 – 88% das pessoas utilizam seus celulares diariamente para verificar e-mails.
8 – 63% dos americanos fecham/excluem um e-mail que não é otimizado para mobile.
9 – Assinaturas mobile vão superar a População Mundial este ano.
10 – O americano utiliza seu dispositivo mobile para socializar-se 3 horas por dia, em média.
11 – Mais de 33% dos usuarios do Facebook utilizam a rede através de seus dispositivos mobile.
12 – Mais da metade de todos os usuários do Twitter utilizam a rede através de seus dispositivos mobile.

Artigo presente em: http://appmobile.com.br/12-fatos-sobre-mobile-marketing-que-voce-precisa-conhecer/

 

QI_CTA_CardsTransformationMKT

0 0 Continue Lendo →

5 dicas para aumentar os downloads do seu aplicativo mobile

Desde aplicativos que instruem na hora de estacionar até aplicativos que acompanham ciclos menstruais. A frase “há um aplicativo para isto” nunca foi tão significativa como agora. Mas com milhares de aplicativos à disposição do consumidor, conseguir a presença de mercado que você almeja pode ser um pouco difícil. As dicas a seguir vão ajudá-lo a vender seu aplicativo mobile, aumentando o número de downloads e usuários.

 

1. Inove

Nada melhor do que pessoas compartilhando o “aplicativo mais legal do mundo” com seus amigos para propagar um app. Criando um aplicativo único, que oferece uma experiência única ao usuário faz você se destacar na App Store.

Mas como desenvolver um aplicativo inovador?

Se voce pode dizer, com toda a certeza, que não existe nada parecido com o seu aplicativo na App Store você está no caminho certo. Aproveite os recursos que estão nos smartphones, como câmeras e GPS para integrá-los ao seu app.

 

2. Construa relações com blogueiros e podcasters

Se você seguiu a dica #1, você tem tudo para ter seu nome na “mídia livre”. Blogs e podcasts de tecnologia amam aplicativos inovadores, e com o surgimento dessas plataformas em alta, atingir esses blogueiros e podcasters é uma boa ideia. A partir do momento em que você está em um blog ou podcast, com certeza outros blogueiros e podcasters vão querer participar da ação.

 

3. Use as mídias sociais

Com milhões de usuários, o Twitter é uma rede social que pode ajudar o seu aplicativo a ter um enorme sucesso. O “boca-a-boca” é uma ótima forma de divulgar seu aplicativo e o Twitter é o ambiente perfeito para isto. Se o seu aplicativo traz uma experiência jamais vivida ao usuário, você já começou bem. As pessoas vão twittá-lo apenas pelo fato de seu aplicativo ser inovador. Para tornar seu aplicativo viral, certifique-se  de que ele é informativo e ao mesmo tempo interessante.  E não tenha medo de criar Tweets promovidos e histórias patrocinadas no Facebook. O dinheiro utilizado nessas promoções valem cada centavo investido.

 

4. Diga à sua base de fãs

Se você está prestes a lançar um novo aplicativo, mantenha sua base de fãs animada. Faça uma página “Em breve” no seu site, inclua o aplicativo em suas newsletters e informe em suas páginas nas redes sociais. Deixar as pessoas na expectativa tornará o lançamento ainda mais atraente.

 

5. Divulgue em seu site

Seu app e seu site andam lado a lado. Então, certifique-se de que seu site é completo, mas simples. Seu site é um ótimo lugar para mostrar como o aplicativo funciona. Mostre de que forma os usuários serão beneficiados ao utilizar seu aplicativo.

 

Se você tem uma grande ideia para um aplicativo exclusivo e quer divulgá-lo o máximo possível, siga as dicas acima. Criando uma mensagem clara e interessante certamente você granhará novos usuários para o seu aplicativo mobile.

Artigo presente em: http://appmobile.com.br/5-dicas-para-aumentar-os-downloads-do-seu-aplicativo-mobile/

0 0 Continue Lendo →

Cloud Computing para Smart TVs, Smartphones HD e muito mais

A Computação em Nuvem é a invenção mais recente na área de Rede – você pode utilizar recursos que não estão fisicamente em seu computador, acessando-os através de conexão à internet.

 

Você pode armazenar documentos online utilizando o Dropbox ou o Google Drive, por exemplo. Pode também participar de uma videoconferência com alguém através do Hangouts do Google e muito mais. Este é o princípio de funcionamento do Chromebook. Ou seja, você não instala muitos itens no disco rígido, mas pode acessá-los em uma rápida conexão à internet: software, redes, ferramentas de monitoramento e agora você pode utilizá-lo até com seu smartphone, tablet ou smart TV.

Vejamos como a Computação em nuvem funciona em um smartphone – você pode utilizar toda a capacidade do disco rígido para músicas ou apps, porque você pode armazenar seus documentos online e acessá-los, onde quer que você esteja. Você pode até comprar um aplicativo para a sua empresa e compartilhar com seus colegas utilizando um destes serviços. Mas não limite-se somente aos smartphones: você pode obter vantagens de todos estes itens em seu tablet. Uma vez que tenha o mesmo sistema operacional de seu smartphone, não haverá problemas.

Desde a ascensão da Smart TV no mecado, podemos citar a computação em nuvem na TV. Uma vez que esta possui conexão com a internet, por que não utilizar a mesma tecnologia de smartphones e tablets? Um bom exemplo disto é o projeto em que a Gradiant e a Gramatel estão trabalhando – um sistema de e-learning que você pode baixar em sua televisão e usar o controle remoto ao invés do mouse para controlar. Você pode fazer isto sentado no seu sofá, com muito mais conforto. Além do mais, se você não tiver nada de interessante para assistir, a “cloud TV” dará uma nova possibilidade: escolher o canar e mostrar o que você quer assistir. Através da conexão à internet, seu sistema de TV à cabo vai transmitir examentente o que você quer assistir. Este é o fim das noites de tédio, sem nada interessante para ver na tv.

 

Este artigo é uma tradução de: http://www.hdgizmos.com/2013/03/24/cloud-computing-for-smart-tvs-hd-smartphones-and-more/

 

0 0 Continue Lendo →

Cloud para uso pessoal

Os benefícios da Computação em Nuvem para empresas são muito comentados. Ferramentas de colaboração, comunicação e armazenamento têm sido a alma do negócio. Mas você sabia que os serviços cloud também estão muito presentes no dia-a-dia de  todos os usuários? A seguir, alguns exemplos da utilização de Cloud Computing, para você ver que ela está muito mais presente em sua vida do que você imagina:

E-mail pessoal

Não seria nada seguro se suas mensagens ficassem salvas em um servidor local. Uma pane geral poderia sumir com todas as suas conversas, anexos e outros itens importantes salvos. É por isso que todos esses dados ficam armazenados na nuvem. É por isso também que você tem acesso por locais diferentes.

Músicas e vídeos

Se você está acessando a internet fora do local de costume, ou seja, se está na academia, no trabalho ou na rua, você não precisa ficar sem suas músicas favoritas. É por isso que existem serviços como o SoundCloud, em que para executar arquivos de áudio basta apenas ter acesso à rede.
A Netflix também possui um pacote com serviço de reprodução de vídeos Streaming, caracterizando armazenamento na nuvem.

Fotos

Os serviços da internet que você utiliza para postar suas fotos também é considerado Cloud Computing. Ao mandar suas fotos para o Flickr ou Facebook, suas fotos estão seguras e somente serão apagadas se isso for uma escolha sua, diferente de um dispositivo de armazenamento comum, sujeito a perdas ou acidentes.

Jogos

Já pensou poder acessar o Angry Birds somente da sua casa ou perder todos os pontos cada vez que fosse jogar? Esse é mais um problema resolvido pela computação em nuvem.

Serviços de backup e armazenamento de variados tipos de arquivo também estão disponíveis para usuários comuns. O Google Drive oferece 5GB gratuitos para armazenamento e é possível fazer upgrade para ter mais espaço.

E você, se identificou com algum dos serviços citados acima? Quais outros serviços de armazenamento e compartilhamento você usa?

0 0 Continue Lendo →

Google+ apresenta grande crescimento de usuários.

Em apenas 1 ano a rede social do Google, concorrente direta do Facebook, atingiu 400 milhões de usuários inscritos em Setembro, dos quais 100 milhões são membros ativos, conforme um post institucional divulgado no próprio Google +.

Estes números representam os acessos via dispositivos móveis, como celulares e tabletes, além dos desktops.

Este crescimento acelerado do Google + reflete o fenômeno do social networking atualmente, com grande audiência e engajamento entre os usuários deste tipo de plataforma.


Google+ atinge 400 milhões de usuários

25% (100 milhões) acessam o serviço ao menos uma vez por mês (usuários ativos) considerando plataformas desktops e móveis

A plataforma social do Google para concorrer com o Facebook, a Google+, atingiu a marca de 400 milhões de usuários cadastrados, anunciou hoje o vice-presidente de negócios sociais da empresa, Vic Gundotra.

Segundo post publicado na própria plataforma, do total de usuários, 25% (100 milhões) acessam o serviço ao menos uma vez por mês (usuários ativos) considerando plataformas desktops e móveis.

“Faz apenas um ano que abrimos o serviço para a inscrição pública. Não poderíamos imaginar que tanta gente iria se inscrever nesses 12 meses”, declarou Gundotra.


Argumentos do Google

Os executivos da empresa divulgaram no Google + o sucesso da audiência e de usuários ativos, além de reforçar a relevância da presença do Google no mercado mundial das redes sociais.

O Google + é integrado com diversos produtos e serviços desta empresa, como os Apps (Gmail, Drive, Agenda, etc…), representando um fator importante e também diferencial para a evolução positiva de membros cadastrados e ativos em curto espaço de tempo.

Esta rede social é uma solução de comunicação bastante utilizada para o networking profissional, que ao ser combinado com os recursos do e-mail profissional do Google, por exemplo, simplificam tarefas, processos e impulsionam bons resultados, além de permitirem os acessos remotos em qualquer local do planeta.


Em janeiro deste ano, o analista independente Paul Allen já havia afirmado que a rede social atingia essa marca ainda em 2012.

Em abril, o Google apresentou a primeira reforma visual da plataforma, incorporando elementos do concorrente Facebook.

Essa foi a primeira vez que o Google se pronunciou sobre o número de usuários ativos do serviço. O número ajuda a rebater o argumento que a rede social é uma cidade fantasma.


O Google potencializa os seus recursos de forma estratégica e entrega soluções eficazes aos seus clientes, sejam eles corporativos ou consumidores privados.

Atualmente com a grande relevância das redes sociais na web, as empresas como o Google que fornecem plataformas tecnológicas, possuem boas oportunidades ao se inserir no nicho do social networking que cresce de forma bastante rápida, descentralizada e a nível global.

Os usuários certamente preferem optar por redes que lhes ofereçam soluções completas, como é o caso do Google +, facilitando o intercâmbio de informações e processos, de forma sincronizada com demais serviços e produtos numa mesma plataforma.


google plus e facebookGoogle adquire o aplicativo de fotografias Snapseed

Ainda sob a euforia do crescimento acelerado nos números de usuários inscritos e ativos no Google +, 400 milhões no total, a empresa adquiriu a Nik Softwares, responsável pelo desenvolvimento de aplicativos para edição e compartilhamento de fotos nas redes sociais. É também um concorrente direto do Instagram, comprado pelo Facebook em Abril deste ano.

Com esta aliança estratégica o Google pretende estimular a inclusão e o compartilhamento de mais imagens no Google +, ações que garantem maior audiência nas redes sociais.

Com isso a empresa visa é claro, continuar alavancando as suas bases de membros totais e principalmente ativos.


Rival do Instagram pode trazer mais fotos ao Google+


Google anuncia a compra do aplicativo Snapseed, sem revelar valores e sem dar detalhes acerca dos planos para o futuro do app

Google deu um passo à frente em sua estratégia de turbinar a sua rede social Google+Vic Gundotra, vice-presidente sênior de engenharia da empresa, anunciou que a empresa fechou a compra a Nik Software, mais conhecida como a desenvolvedora do app para fotografias, Snapseed.

Não ficou claro, contudo, quais as intenções do Google com a aquisição. É possível que a empresa opte pelo mesmo caminho do Facebook, que aproveitou o Instagram para movimentar ainda mais o tráfego de imagens na rede social.

Se a ideia for mesmo integrar o serviço ao Google+, a empresa tem boas chances de conseguir catapultar o número de usuários ativos na rede social que, segundo o próprio Gundotra, acaba de atingir a marca de 100 milhões (400 milhões no total). Estará, afinal, de olho em uma das atividades favoritas de todos os usuários de qualquer rede social: o compartilhamento de imagens.

 

 

Aplicativo SnapseedFuncionalidades do Snapseed

Este aplicativo surgiu em julho de 2011 e já possui mais de 9 milhões de usuários. No ano passado ganhou o prêmio iTunes Rewind, sendo considerado como o aplicativo do ano para uso em iPad, desta forma concorre com o Instagram, destinado principalmente para inclusão de imagens no Facebook.

O Snapseed possibilita o compartilhamento das fotos feitas em dispositivos móveis e também desktops, diretamente para as redes sociais, com funcionalidades mais sofisticadas para edição de imagens, comparando-se com o Instagram.

Este aplicativo atualmente está disponível para iOS e a curto prazo para Android, com custo bastante acessível, aproximadamente US$ 5,00.

Snapseed

Lançado em junho 2011, o Snapseed é um rival do Instagram: já ultrapassou a marca de 9 milhões de usuários em apenas um ano de existência e foi eleito o aplicativo do ano para iPad pelo prêmio iTunes Rewind 2011.

Assim como o aplicativo de Kevin Systrom e Mike Krieger, o Snapseed também traz uma variedade de filtros que podem ser aplicados a imagens capturadas com o aparelho móvel e também permite o compartilhamento das fotos nas redes sociais. A vantagem do app da Nik Software, porém, é que pode ser instalado em desktops e possui funções mais avançadas de edição de imagens.

O aplicativo está disponível por enquanto apenas para iOS, mas a equipe garante que uma versão para Android já está em desenvolvimento e deve ser lançada em breve. Na App Store, o Snapseed custa 5 dólares”.


Com a aquisição da empresa Nik Software, o Google aumenta o seu leque de produtos e serviços que incrementam o Google +, garantindo mais funções a esta rede social, na tentativa de manter e captar mais usuários, além de concorrer de forma equilibrada com os recursos que o Instagram oferece para o Facebook.

O gigante das buscas cada vez mais sinaliza que está investindo em soluções pioneiras e que agregam valor aos seus produtos, com o objetivo de se manter competitivo e também se rentabilizar no nicho das redes sociais.

0 0 Continue Lendo →

Saiba como o Google reforça o seu sistema de segurança

A empresa de segurança de redes, VirusTotal foi adquirida pelo gigante Google, com o objetivo de garantir maior proteção aos dados armazenados nos serviços do Google+ e no Gmail.

Esta empresa é considerada uma startup que engloba sistemas de seguranças de diversos sites consolidados no mercado, como, por exemplo, o Symantec e o McAfee.

A VirusTotal divulgou à agência Reuters Internacional que está realizando constantes esforços para aperfeiçoar a qualidade na prestação de seus serviços e soluções de segurança para o Google.

0 0 Continue Lendo →

SaaS, PaaS e IaaS – Os serviços de computação em nuvem



Sobre Cloud Computing:

“Cloud Computing é um modelo que permite de forma conveniente, o acesso
à rede sob demanda para um conjunto compartilhado de recursos de
computação configuráveis (por exemplo, redes, servidores, armazenamento,
aplicativos e serviços) que podem ser rapidamente provisionados e lançados
com o mínimo de esforço de gestão ou a interação de um prestador de serviços.”
Fonte: http://www.nist.gov/index.html

Cloud Computing (ou computação em nuvem) é um termo amplo para dar nome a variados serviços relacionados à TI. A forma como abrange uma vasta gama de serviços, se assemelha ao termo “web”, que desde 1996 é usado como sinônimo de Internet no Brasil.

0 0 Continue Lendo →

Google+ – Porque Sua Empresa Precisa Usar

google+ para empresasFazem poucos meses que o Google+ foi anunciado e menos tempo ainda que ele foi liberado para todos usuários, mas os seus números já espantam muito. Com mais de 100 milhões de usuários, constantes atualizações e uma visível alteração nos resultados das buscas do Google, o Google Plus está sendo alvo de diversas estratégias de mídias sociais.

Sim, é mais uma mídia social para a empresa controlar, mas também pode ser que seja a única que você realmente precise usar (e não apenas para ‘socializar’), tudo depende da sua estratégia. Mas de quaquer forma sabemos que, ao menos por enquanto, o público do novo serviço social do Google ainda é restrito e nem tão ativo como costuma ser em outras mídias, mas nem por isto deve ser ignorado por empresas.

Separamos 2 razões pela qual sua empresa deve realmente considerar em criar uma página no Google+ e também 3 dicas para aqueles que já estão ou querem se aventurar nesta nova ferramenta:

Razão 1: Rede Social com ferramentas a mais:
Um dos grandes triunfos do Google+ é ter feito a lição de casa e pesquisado sobre os principais atributos de muitos concorrentes, como as fan pages do Facebook. Com esta pesquisa bem feita, eles puderam construir uma ferramenta que tem diversas funcionalidades semelhantes, mas também ferramentas que agregam ainda mais valor a presença da empresa.

O hangout talvez seja a principal ferramenta que empresas podem usar de forma estratégica dentro do Google+, mas claro, devem saber utiliza-lá de forma que traga retorno para a empresa e aproxime de seus consumidores.

Não podemos nos esquecer que a empresa por trás do serviço é grande e já mostrou que esta atenta ao feedback dos usuários e trazendo muitas novidades ao longo do tempo, ou seja, podemos esperar muito mais ferramentas que tornem muito mais fácil a presença oficial nesta rede social do que em outras.

Razão 2: Influenciar nas buscas:
Talvez uma das principais razões pela qual as empresas tem buscado usar o Google+ é justamente aproveitar o poder que ele, juntamente com o +1, tem sobre os resultados do buscador do Google. Se posicionar bem sempre foi um desafio destinado aos profissionais de SEO, que tinha como tarefa otimizar sites para que eles se posicionassem bem em determinadas buscas.

Mas as recentes mudanças do Google e do mercado de uma forma geral, tem mostrado que as ferramentas sociais estão se tornando cada vez mais a principal forma de validar a qualidade de um conteúdo. Ou seja, vale a pena compartilhar coisas e incentivar as pessoas a compartilhar o seu conteúdo dentro e fora do Google+.

Dica 1: Utilize bem as ferramentas disponíveis:
Como mencinado acima, o Google+ proporciona algumas ferramentas diferentes de seus concorrentes e uma das mais utilizadas ultimamente é mesmo o hangout, que possibilita que o usuário (ou página nesse caso) possam abrir uma vídeo chamada entre até 10 pessoas.

Você consegue imaginar o potencial disto? Você pode conversar com seus consumidores, você pode fazer apresentações, oferecer dicas, ou seja, fazer uma extensão do conteúdo que você compartilha e com isso ganhar destaque no mercado em que atua.

Existem outras ferramentas interessantes, como o “criador de memes” e o que mais surgir por aí.

Mark(Facebook) Zuckerberg analisando o concorrente.

Dica 2: Compartilhe conteúdo relacionado ao seu foco em SEO:
Como mostramos acima, o SEO é uma das principais razões pela qual as empresas tem utilizado o Google+. Sabendo de sua influência nos resultado das buscas, pode ser realmente muito interessante que a sua empresa tenha uma presença efetiva neste serviço e saiba utilizar bem os títulos, descrições, links e publicações na rede social.

Dica 3: Consiga +1, quanto mais, melhor:
O que tem influenciiado mais diretamente os resultados é o “+1″, serviço que está ligado diretamente ao Google+, mas que também pode ser acessado fora dele. Você pode colocar botão de +1 em qualquer website, sem contar que eles também estão ao lado do título do link nos resultados do Google.

Então se você quer se posicionar bem, a dica mais importante é: Faça as pessoas compartilharem o seu conteúdo. Seja tweetando, compartilhando no Facebook ou dando +1 no Google, o importante é compartilhar, mas ainda mais que isso, conseguir o máximo de +1 que der.

Autor: Dennis Altermann
@eu_dennis

Fonte: http://www.midiatismo.com.br

 

QI_CTA_CardsTransformationADMINISTRATIVO

0 0 Continue Lendo →