Skip to Content

Tag Archives: Tempo

Alterar a ordem padrão dos aplicativos no Acesso rápido aos apps

O Acesso rápido aos apps na Barra do Google facilita o acesso aos aplicativos do Google, como o Drive, o Gmail e o Agenda. Os usuários experientes podem até personalizar esse recurso para colocar os aplicativos mais utilizados na parte superior e os menos utilizados na parte inferior.

0 0 Continue Lendo →

10 dicas incríveis para usar o Gmail no seu dia a dia

Sendo um dos mais populares da internet, o Gmail é um dos melhores serviços de e-mail e já conta com mais de 400 milhões de usuários.

1 0 Continue Lendo →

Como migrar para o G Suite

O Google Apps for Business é um conjunto de aplicativos oferecidos pelo Google para que as empresas gerenciem um domínio na internet e, ao mesmo tempo, usufruam de serviços como o Gmail, Google Drive, Google Plus e Google Sites.

0 0 Continue Lendo →

Cloud computing: o momento certo para implantar

Ainda há quem tenha restrições e um certo receio quando se fala em cloud computing, por mais que essa seja a tendência de um futuro muito próximo. Alguns questionam o por quê e quando é a hora certa para implementar o sistema em uma empresa.

Em primeiro lugar, é preciso entender que virão mudanças pela frente. Em tradicionais empresas, muitos funcionários já estão acostumados e acomodados com seus sistemas de trabalho e tem certa restrição quanto a novas maneiras de produzir no serviço. Estar sempre aberto a novas possibilidades é importante para que seja implementado um sistema de trabalho como a cloud computing.

Entendendo as mudanças, o próximo passo é fazer análises internas e prospectar de que forma os recursos da computação em nuvem vão contribuir para a empresa se destacar das demais e se posicionar à frente dos concorrentes, seja diminuindo os custos, otimizando tempo etc. Além disso, as análises internas são fundamentais para a empresa saber qual será o melhor modelo de cloud computing a ser implementado.

Concluído esses processos, fica a cargo da empresa decidir quando deve implantar o novo sistema. É fundamental a empresa diagnosticar se todos os funcionários estão preparados para o processo, pois a implementação envolve mudanças culturais.

Essa é uma questão que varia de empresa para empresa, as estratégias adotadas serão específicas para cada organização.

[title type=”h2″ color=”black”]Dados apontam crescimento[/title]

Segundo estudos da empresa IDC , o Brasil aparece como o país que mais utiliza a cloud computing na América Latina. Ao todo, 18% das médias e grandes empresas utilizam a tecnologia no país.

O Brasil destaca-se como carro-chefe e, dentre os demais países da América Latina, 14,5% tem ou planejam usar a tecnologia. Os números comprovam que, ainda que com certa cautela, o país vê com bons olhos a utilização das novas tecnologias em favor de melhorias no serviço.

No entanto, apesar de despontar como um dos principais adeptos a computação na nuvem, o país fica para trás quando a comparação é feita em nível mundial. Nos Estados Unidos, por exemplo, cerca de 55% das médias e grandes empresas já utilizam algum tipo de serviço cloud. A Europa também é outra que segue firme, aproximadamente 40% das empresas adotaram a tecnologia.

0 0 Continue Lendo →

Cloud Computing: segurança nas nuvens

A tecnologia Cloud Computing ganha cada vez mais espaço e notoriedade entre as pessoas. Pela forma diferenciada como se dá o serviço de armazenamento, a ferramenta vem sendo bastante utilizada no ramo corporativo.

As empresas buscam sistemas menos burocráticos, que agreguem praticidade, facilidade e que, consequentemente, otimizem seu tempo com os serviços. Melhoria na comunicação interna e externa, agilidade nos serviços, trabalho colaborativo e redução de custos são alguns dos resultados obtidos pelas empresas que optam pela implantação e utilização da cloud computing.

Assim como qualquer outro recurso, a computação na nuvem requer atenção e cuidado para garantir seu uso da melhor maneira, com eficiência e, acima de tudo, com segurança.

É comum muitos investidores ficarem receosos com relação ao processo de segurança da computação na nuvem. Alguns fatores precisam ser considerados, mas a tecnologia é totalmente confiável.

Três elementos precisam ser considerados para que você tenha uma experiência agradável e segura nas nuvens: confidencialidade, integridade e disponibilidade.

Os dois primeiros dependem basicamente de medidas de segurança, tais como: firewall ativo com bloqueios e rotas definidas para evitar intrusos, manter todos os equipamentos com proteção ativa e atualizada contra vírus, spyware e qualquer tipo de dano ao sistema, além de fazer manutenções constantemente.

Já para garantir a segurança da disponibilidade dos dados, outras medidas são adotadas: certifique – se de usar ferramentas seguras e de confiança. Tenha controle sobre quem e quando acessam determinados documentos, é importante saber o que está sendo falado e compartilhado. Também, é fundamental você ter um provedor de nuvem que garanta a segurança de toda sua infraestrutura.

QI_CTA_eBook21_CloudComputingSeguranca

0 0 Continue Lendo →

12 fatos sobre Mobile Marketing que você precisa conhecer

Seja para e-mails, pesquisa, redes sociais ou compras online, as pessoas simplesmente não conseguem ficar longe de seus dispositivos móveis. Para os empresários, isso representa um grande desafio, e ao mesmo tempo uma oportunidade incrível. Como se engajar com o público certo, com a abordagem certa, no momento certo quando as pessoas têm tanto controle sobre as informações que recebem?

Implementar uma estratégia de Mobile Marketing impecável não é simples, mas estes 12 itens podem mostrá-lo por onde começar.

1 – 75% das pessoas priorizam o acesso a sites otimizados para dispositivos móveis.
2 – A navegação na internet em dispositivos móveis deve superar o uso da internet por meio de computadores comuns até 2014.
3 – 50% das buscas locais acontecem por meio de smartphones.
4 – Mais de 80% dos usuários de smartphones exigem uma experiência rápida e confiável e isso reflete em quantas vezes ele acessa um site mobile.
5 – 24% dos usuários esperam que um site mobile demore 3 segundos ou menos para carregar.
6 – 13% dos usuários mobile afirmam que nunca usam um aplicativo novamente se a primeira experiência for ruim.
7 – 88% das pessoas utilizam seus celulares diariamente para verificar e-mails.
8 – 63% dos americanos fecham/excluem um e-mail que não é otimizado para mobile.
9 – Assinaturas mobile vão superar a População Mundial este ano.
10 – O americano utiliza seu dispositivo mobile para socializar-se 3 horas por dia, em média.
11 – Mais de 33% dos usuarios do Facebook utilizam a rede através de seus dispositivos mobile.
12 – Mais da metade de todos os usuários do Twitter utilizam a rede através de seus dispositivos mobile.

Artigo presente em: http://appmobile.com.br/12-fatos-sobre-mobile-marketing-que-voce-precisa-conhecer/

 

QI_CTA_CardsTransformationMKT

0 0 Continue Lendo →

5 dicas para aumentar os downloads do seu aplicativo mobile

Desde aplicativos que instruem na hora de estacionar até aplicativos que acompanham ciclos menstruais. A frase “há um aplicativo para isto” nunca foi tão significativa como agora. Mas com milhares de aplicativos à disposição do consumidor, conseguir a presença de mercado que você almeja pode ser um pouco difícil. As dicas a seguir vão ajudá-lo a vender seu aplicativo mobile, aumentando o número de downloads e usuários.

 

1. Inove

Nada melhor do que pessoas compartilhando o “aplicativo mais legal do mundo” com seus amigos para propagar um app. Criando um aplicativo único, que oferece uma experiência única ao usuário faz você se destacar na App Store.

Mas como desenvolver um aplicativo inovador?

Se voce pode dizer, com toda a certeza, que não existe nada parecido com o seu aplicativo na App Store você está no caminho certo. Aproveite os recursos que estão nos smartphones, como câmeras e GPS para integrá-los ao seu app.

 

2. Construa relações com blogueiros e podcasters

Se você seguiu a dica #1, você tem tudo para ter seu nome na “mídia livre”. Blogs e podcasts de tecnologia amam aplicativos inovadores, e com o surgimento dessas plataformas em alta, atingir esses blogueiros e podcasters é uma boa ideia. A partir do momento em que você está em um blog ou podcast, com certeza outros blogueiros e podcasters vão querer participar da ação.

 

3. Use as mídias sociais

Com milhões de usuários, o Twitter é uma rede social que pode ajudar o seu aplicativo a ter um enorme sucesso. O “boca-a-boca” é uma ótima forma de divulgar seu aplicativo e o Twitter é o ambiente perfeito para isto. Se o seu aplicativo traz uma experiência jamais vivida ao usuário, você já começou bem. As pessoas vão twittá-lo apenas pelo fato de seu aplicativo ser inovador. Para tornar seu aplicativo viral, certifique-se  de que ele é informativo e ao mesmo tempo interessante.  E não tenha medo de criar Tweets promovidos e histórias patrocinadas no Facebook. O dinheiro utilizado nessas promoções valem cada centavo investido.

 

4. Diga à sua base de fãs

Se você está prestes a lançar um novo aplicativo, mantenha sua base de fãs animada. Faça uma página “Em breve” no seu site, inclua o aplicativo em suas newsletters e informe em suas páginas nas redes sociais. Deixar as pessoas na expectativa tornará o lançamento ainda mais atraente.

 

5. Divulgue em seu site

Seu app e seu site andam lado a lado. Então, certifique-se de que seu site é completo, mas simples. Seu site é um ótimo lugar para mostrar como o aplicativo funciona. Mostre de que forma os usuários serão beneficiados ao utilizar seu aplicativo.

 

Se você tem uma grande ideia para um aplicativo exclusivo e quer divulgá-lo o máximo possível, siga as dicas acima. Criando uma mensagem clara e interessante certamente você granhará novos usuários para o seu aplicativo mobile.

Artigo presente em: http://appmobile.com.br/5-dicas-para-aumentar-os-downloads-do-seu-aplicativo-mobile/

0 0 Continue Lendo →

Construindo uma experiência mobile otimizada: App x Site

Seus clientes já estão no universo mobile. Então, está na hora de sua empresa entrar nesse universo para acompanhá-los. Mas não tão rápido. Primeiro, é necessário fazer um comparativo entre aplicativo e site mobile. Um é melhor que o outro? Será que faz sentido desenvolver para ambos? Não há respostas exatas a essas perguntas, mas vamos fazer o possível para dar a você orientações muito úteis.

 

Não se trata de você

Os usuários estão preocupados com a funcionalidade e a experiência.  Eles não perdem horas a fio se questionando se preferem utilizar um aplicativo ou visitar uma URL. Eles se preocupam com o acesso às informações, jogos e serviços de uma forma que atenda às suas necessidades com o dispositivo que está em suas mãos naquele momento.

É por isso que a utilização de conteúdo é um dos fatores mais importantes a ser considerado na hora de decidir pelo desenvolvimento de um aplicativo ou de um site. De acordo com alguns estudos, os usuários de internet preferem os aplicativos mobile para gerenciar dados, navegar e conectar-se com outras pessoas, enquanto os navegadores mobile são o meio mais utilizado para buscas, compras e entretenimento.

 

Vamos fazer uma breve análise das vantagens de sites e aplicativos mobile, citando exemplos reais para ilustrar as vantagens obtidas por empresas utilizando cada meio.

Sites Mobile – Análise e cases

Um site mobile possui vantagens consideráveis, como:

  • Pouco tempo de desenvolvimento e baixo custo: uma vez que um site mobile possui um front-end diferente de um site comum, os custos de desenvolvimento são mais baixos que os de um aplicativo. A equipe de desenvolvimento pode simplesmente ajustar um código pré-existente para que ele funcione “responsivamente” em interfaces web mobile. Consequentemente, a manutenção também é mais simples.

  • Burocracia reduzida: Adicione novas funcionalidades de forma rápida, não há necessidade de entrar em um processo de aprovação demorado.

  • Escalabilidade multi-plataforma simplificada: Funciona em todas as plataformas, enquanto os aplicativos são desenvolvidos para dispositivos específicos (iPhone, Android, etc.), tendo a necessidade de uma empresa para desenvolver um aplicativo para cada plataforma.

  • Analytics amigável: O rastreamento de cliques e de comportamento é muito simples (e preciso) em um site mobile.

 

Para ilustrar quando faz mais sentido a utilização de um site mobile, vamos citar o exemplo de um negócio familiar, uma pizzaria.

Neste caso, o estabelecimento precisa apenas transmitir informações de forma simples e estática, para auxiliar os clientes a fazerem seus pedidos mais fácil e rapidamente. Eles estão trabalhando com um orçamento de marketing limitado. Um site que apresenta localização, hora, menu e informações de contato em formato mobile e fácil de clicar é a solução perfeita.

Já no caso do SoWe, um restaurante chique na Filadélfica, com um mercado mais sofisticado em mente, é criado um site mobile que integra com o Open Table, permitindo que os clientes façam reservas diretamente do navegador mobile.

 

Aplicativos Mobile – Análise e cases

Um aplicativo feito para mobile oferece várias vantagens, como:

  • Mais rápido, mais interativo: Suporta pacote de ações, jogos 3D e recursos que necessitam fortemente de aplicações;

  • Funções disponíveis sem necessidade de conexão à internet: acessível em qualquer lugar, a qualquer hora;

  • Fórmulas e resultados: se voce procura obter lucros, as aplicações são rentáveis e a opinião dos usuários pode aumentar a exposição.

  • Integração: os aplicativos podem se integrar com todos os recursos de um dispositivo, permitindo que os usuários acessem serviços utilizando recursos como câmera, contatos e geo-localização.

  • Operação perfeita: as transições são mais suaves e a usabilidade é simples.

 

Devido à natureza fundamentalmente móvel da viagem, não é nenhuma surpresa a indústria do turismo estar cada vez mais presente em aplicativos para gerar engajamento com os usuários. Aplicativos como Triplt e Hotel Tonight tornam-se recursos muito importantes para viajantes que buscam melhores formas de planejar viagens e acessar promoções de última hora. Aplicativos como esses são enriquecidos com recursos que são melhor suportados por aplicativos mobile. Recursos que podem ser acessados em qualquer lugar, a qualquer momento aos dados de geo-localização integram-se melhor a aplicativos mobile, tornando esta a melhor opção de desenvolvimento.

 

Conclusão

Não existe uma receita que vale para todos os casos para decidir pela construção de um aplicativo ou site mobile. Uma série de fatores devem ser avaliados, incluindo o tipo de conteúdo e serviço prestado, os objetivos do projeto e as necessidades do usuário final, uma vez que ainda é preciso encontrar uma maneira de aumentar os recursos livremente. O tempo e o dinheiro disponíveis para o projeto também são itens importantes a serem avaliados.

 

Confira o infográfico abaixo da ODM Publicidade, comparando em detalhes os aplicativos e sites mobile:

(Clique na imagem para visualizar no tamanho original)

app site mobile

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Artigo presente em: http://appmobile.com.br/construindo-uma-experiencia-mobile-otimizada-app-x-site/ 

 

0 0 Continue Lendo →

Tutorial – Filtros do Gmail

O e-mail é uma ferramenta central no trabalho. É na nossa caixa de entrada que chegam as tarefas a realizar, compromissos, informações e arquivos importantes. São tantas coisas diferentes no mesmo lugar que, se você não tem controle sobre sua caixa de entrada, ela acaba tomando o controle de você. De repente você está lendo e-mails o dia inteiro, prejudicando sua produtividade. Para evitar que isso aconteça, o Gmail tem algumas ferramentas que ajudam você a organizar a caixa de entrada automaticamente, destacando e-mails importantes e poupando você do trabalho de se desfazer de e-mails irrelevantes.

0 0 Continue Lendo →

Google+ apresenta grande crescimento de usuários.

Em apenas 1 ano a rede social do Google, concorrente direta do Facebook, atingiu 400 milhões de usuários inscritos em Setembro, dos quais 100 milhões são membros ativos, conforme um post institucional divulgado no próprio Google +.

Estes números representam os acessos via dispositivos móveis, como celulares e tabletes, além dos desktops.

Este crescimento acelerado do Google + reflete o fenômeno do social networking atualmente, com grande audiência e engajamento entre os usuários deste tipo de plataforma.


Google+ atinge 400 milhões de usuários

25% (100 milhões) acessam o serviço ao menos uma vez por mês (usuários ativos) considerando plataformas desktops e móveis

A plataforma social do Google para concorrer com o Facebook, a Google+, atingiu a marca de 400 milhões de usuários cadastrados, anunciou hoje o vice-presidente de negócios sociais da empresa, Vic Gundotra.

Segundo post publicado na própria plataforma, do total de usuários, 25% (100 milhões) acessam o serviço ao menos uma vez por mês (usuários ativos) considerando plataformas desktops e móveis.

“Faz apenas um ano que abrimos o serviço para a inscrição pública. Não poderíamos imaginar que tanta gente iria se inscrever nesses 12 meses”, declarou Gundotra.


Argumentos do Google

Os executivos da empresa divulgaram no Google + o sucesso da audiência e de usuários ativos, além de reforçar a relevância da presença do Google no mercado mundial das redes sociais.

O Google + é integrado com diversos produtos e serviços desta empresa, como os Apps (Gmail, Drive, Agenda, etc…), representando um fator importante e também diferencial para a evolução positiva de membros cadastrados e ativos em curto espaço de tempo.

Esta rede social é uma solução de comunicação bastante utilizada para o networking profissional, que ao ser combinado com os recursos do e-mail profissional do Google, por exemplo, simplificam tarefas, processos e impulsionam bons resultados, além de permitirem os acessos remotos em qualquer local do planeta.


Em janeiro deste ano, o analista independente Paul Allen já havia afirmado que a rede social atingia essa marca ainda em 2012.

Em abril, o Google apresentou a primeira reforma visual da plataforma, incorporando elementos do concorrente Facebook.

Essa foi a primeira vez que o Google se pronunciou sobre o número de usuários ativos do serviço. O número ajuda a rebater o argumento que a rede social é uma cidade fantasma.


O Google potencializa os seus recursos de forma estratégica e entrega soluções eficazes aos seus clientes, sejam eles corporativos ou consumidores privados.

Atualmente com a grande relevância das redes sociais na web, as empresas como o Google que fornecem plataformas tecnológicas, possuem boas oportunidades ao se inserir no nicho do social networking que cresce de forma bastante rápida, descentralizada e a nível global.

Os usuários certamente preferem optar por redes que lhes ofereçam soluções completas, como é o caso do Google +, facilitando o intercâmbio de informações e processos, de forma sincronizada com demais serviços e produtos numa mesma plataforma.


google plus e facebookGoogle adquire o aplicativo de fotografias Snapseed

Ainda sob a euforia do crescimento acelerado nos números de usuários inscritos e ativos no Google +, 400 milhões no total, a empresa adquiriu a Nik Softwares, responsável pelo desenvolvimento de aplicativos para edição e compartilhamento de fotos nas redes sociais. É também um concorrente direto do Instagram, comprado pelo Facebook em Abril deste ano.

Com esta aliança estratégica o Google pretende estimular a inclusão e o compartilhamento de mais imagens no Google +, ações que garantem maior audiência nas redes sociais.

Com isso a empresa visa é claro, continuar alavancando as suas bases de membros totais e principalmente ativos.


Rival do Instagram pode trazer mais fotos ao Google+


Google anuncia a compra do aplicativo Snapseed, sem revelar valores e sem dar detalhes acerca dos planos para o futuro do app

Google deu um passo à frente em sua estratégia de turbinar a sua rede social Google+Vic Gundotra, vice-presidente sênior de engenharia da empresa, anunciou que a empresa fechou a compra a Nik Software, mais conhecida como a desenvolvedora do app para fotografias, Snapseed.

Não ficou claro, contudo, quais as intenções do Google com a aquisição. É possível que a empresa opte pelo mesmo caminho do Facebook, que aproveitou o Instagram para movimentar ainda mais o tráfego de imagens na rede social.

Se a ideia for mesmo integrar o serviço ao Google+, a empresa tem boas chances de conseguir catapultar o número de usuários ativos na rede social que, segundo o próprio Gundotra, acaba de atingir a marca de 100 milhões (400 milhões no total). Estará, afinal, de olho em uma das atividades favoritas de todos os usuários de qualquer rede social: o compartilhamento de imagens.

 

 

Aplicativo SnapseedFuncionalidades do Snapseed

Este aplicativo surgiu em julho de 2011 e já possui mais de 9 milhões de usuários. No ano passado ganhou o prêmio iTunes Rewind, sendo considerado como o aplicativo do ano para uso em iPad, desta forma concorre com o Instagram, destinado principalmente para inclusão de imagens no Facebook.

O Snapseed possibilita o compartilhamento das fotos feitas em dispositivos móveis e também desktops, diretamente para as redes sociais, com funcionalidades mais sofisticadas para edição de imagens, comparando-se com o Instagram.

Este aplicativo atualmente está disponível para iOS e a curto prazo para Android, com custo bastante acessível, aproximadamente US$ 5,00.

Snapseed

Lançado em junho 2011, o Snapseed é um rival do Instagram: já ultrapassou a marca de 9 milhões de usuários em apenas um ano de existência e foi eleito o aplicativo do ano para iPad pelo prêmio iTunes Rewind 2011.

Assim como o aplicativo de Kevin Systrom e Mike Krieger, o Snapseed também traz uma variedade de filtros que podem ser aplicados a imagens capturadas com o aparelho móvel e também permite o compartilhamento das fotos nas redes sociais. A vantagem do app da Nik Software, porém, é que pode ser instalado em desktops e possui funções mais avançadas de edição de imagens.

O aplicativo está disponível por enquanto apenas para iOS, mas a equipe garante que uma versão para Android já está em desenvolvimento e deve ser lançada em breve. Na App Store, o Snapseed custa 5 dólares”.


Com a aquisição da empresa Nik Software, o Google aumenta o seu leque de produtos e serviços que incrementam o Google +, garantindo mais funções a esta rede social, na tentativa de manter e captar mais usuários, além de concorrer de forma equilibrada com os recursos que o Instagram oferece para o Facebook.

O gigante das buscas cada vez mais sinaliza que está investindo em soluções pioneiras e que agregam valor aos seus produtos, com o objetivo de se manter competitivo e também se rentabilizar no nicho das redes sociais.

0 0 Continue Lendo →