Publicado em 8 julho 2014

Uma das características mais interessantes do Drive é que ele permite um nível de segurança incrível para as suas informações. A Google conta com um dos times de engenharia mais avançados do mundo, que está constantemente verificando o software em busca de falhas, fazendo correções e implementando melhorias em todo o sistema. Desta forma, em vez de ficar na mão da sua equipe de TI, o seu software é mantido por um dos times de especialistas mais capacitados do mundo.

Entretanto, as falhas de segurança mais frequentes não acontecem do lado do servidor, geralmente. Ocorrem do lado do usuário! Por isto, listamos alguns dos erros mais graves (e mais comuns) sobre segurança de dados e, claro, qual a sua solução. Acompanhe!

Suas senhas são óbvias

Um número inacreditável de pessoas usa senhas ridiculamente óbvias para as suas contas. Um levantamento de 2013 mostra que a senha mais usada no mundo é “123456”. Outras senhas que dominam o pódio são “password”, “qwerty” e “abc123”.

Adote senhas mais inteligentes para a sua conta! Randal Munroe, do XKCD propõe um método bastante inteligente: use uma sequência de quatro ou cinco palavras não relacionadas, montando uma frase. Outra alternativa é usar uma espécie de lembrete mental, com um objetivo que você tenha no momento. Assim, cria-se uma senha difícil de quebrar, mas fácil de lembrar.

Você usa a mesma senha em vários sites

Ao usar a mesma senha em diversos serviços, você está nivelando sua segurança por baixo! Se por um lado é altamente improvável que serviços como o Google sejam violados por hackers, por outro, aquele site de fotos de festa da sua cidade certamente não possui o mesmo cuidado com a segurança dos seus dados.

Um descuido por parte destes sites menores pode colocar suas credenciais de acesso na mão de pessoas mal intencionadas. Então fica um questão simples de tentar usar as mesmas senhas em outros sites e conseguir acesso.

Uma maneira inteligente de resolver este problema é usando gerenciadores de senha, como Password Box e KeePass. Estes programas criam e gerenciam senhas altamente seguras para todos os seus sites, automaticamente. Cabe ao usuário apenas se lembrar a senha mestra, que dá acesso a todas as outras.

Você não usa segurança em dois fatores

Não se deixe enganar pelo nome difícil. A segurança em dois fatores é um recurso muito simples! O nome quer dizer que ele exige duas provas diferentes para liberar acesso à sua conta. A primeiro ainda é sua senha de usuário, que você já conhece.

Uma vez digitada a senha correta, entretanto, é necessária a segunda prova: um número gerado de forma segura pela Google, que é entregue diretamente ao seu celular, através de aplicativo, SMS ou mesmo mensagem de voz.

Com esta proteção, mesmo que a sua senha seja descoberta, ninguém consegue acessar a sua conta, pois será necessário acesso também ao seu aparelho celular.

O recurso está disponível tanto para usuários do Gmail quanto do G Suite. Basta acessar a página de verificação em duas etapas e seguir as instruções na tela. Após ativar o serviço, basta baixar o aplicativo e sincronizá-lo com a sua conta.

É possível também imprimir alguns números de emergência, que você pode guardar no cofre ou esconder na mala, quando for viajar. Estes números são descartáveis, mas funcionam quando o seu celular está indisponível.

Agora que a sua conta já está segura, aproveite para aprender como proteger seus documentos usando o Google Drive, no nosso tutorial. Lembre-se também de deixar suas dúvidas -e dicas- nos comentários!

 

QI_CTA_SegurancaCompliance