Publicado em 17 setembro 2014

O avanço da tecnologia, com as funcionalidades e os benefícios por ela proporcionados, vem, aos poucos, mudando a forma como tradicionais instituições atuam e como seus processos são aplicados. Um dos maiores exemplos dessa mudança se dá nas escolas. Primeiramente vieram os computadores e a inclusão digital para alunos de todas as idades. Agora é a vez dos tablets invadirem as salas de aula e revolucionarem o ensino escolar, substituindo ferramentas básicas como quadro-negro, giz, lápis e caderno.

A maior prova disso é adoção dessa tendência pelo próprio Ministério da Educação (MEC), que adquiriu mais de 600 mil tablets para professores do ensino médio da rede pública de ensino em todo o país. E novas aquisições já estão previstas para os próximos anos! O mesmo ocorre na rede particular. Segundo dados da Federação Nacional das Escolas Particulares (FENEP), mais de 30% das escolas privadas do país já utilizam esses dispositivos em suas salas de aula.

Realmente, as vantagens em adotar esse tipo de equipamento no ensino, principalmente de crianças e adolescentes, são inúmeras. Neste post mostraremos as principais. Confira:

Aumento de produtividade

A maioria das crianças tem fácil acesso a tablets, smartphones e computadores desde cedo, ainda em casa. Rapidamente aprendem a lidar com esses dispositivos e adquirem profundo conhecimento sobre como esses aparelhos operam. Por isso, a utilização dessas ferramentas na sala de aula, como material de apoio aos estudos, pode aumentar muito a produtividade e o rendimento escolar.

Conteúdo mais didático e multimídia

Mecanismos tecnológicos, como os tablets, permitem converter livros, trabalhos, apostilas e provas em arquivos digitais que podem ser acessados e editados a qualquer momento e lugar, pois tudo se encontra arquivado em um mesmo local. Isso facilita bastante a vida dos estudantes. Pesquisar na internet ficou muito mais simples, encontrar trechos ou referências em um livro ou uma revista passou a ser mais ágil e o acesso a informações, inclusive em outros idiomas, mais fácil. A diversidade dos formatos — vídeos, fotos, jogos, gráficos, músicas, ilustrações animadas, conteúdo em 3D, atividades lúdicas — também desperta um maior interesse dos alunos e ajuda na compreensão de tema mais complexos.

Ótimo custo-benefício

Em um primeiro momento, comprar um tablet e custear um pacote de dados de internet pode parecer muito caro. Porém, se comparado aos custos dispendidos na compra anual de livros, cadernos e materiais escolares, esse valor parece consideravelmente mais baixo. Também vale considerar que o dispositivo vai ser utilizado para outras finalidades, o que deixa o custo-benefício ainda mais vantajoso.

Outro ponto importante a se destacar — e que, muitas vezes, passa despercebido — é a eliminação das pesadas mochilas escolares, uma vez que raramente será necessário carregar algum tipo de material impresso.

Promoção da interatividade

Com o auxílio dos dispositivos móveis, realizar trabalhos, montar apresentações, fazer vídeos e estudar em grupo tornam-se tarefas muito mais fáceis e prazerosas, porque todos podem levar seus livros e cadernos digitais para onde bem desejarem — inclusive locais ao ar livre!

A utilização dos tablets em sala de aula é uma inovação que veio para ficar e melhorar o ensino e a forma de aprender dos estudantes. Entretanto, não é um substituto dos livros, apenas um facilitador de conhecimento. E, por isso, é preciso harmonizar o convívio desses recursos, de modo que um não se sobressaia ao outro, uma vez que ambos são didaticamente importantes.

E então, qual desses benefícios lhe parece mais atrativo na adoção desses equipamentos pelas redes de ensino? Deixe seu comentário e compartilhe suas opiniões conosco!

QI_CTA_CulturaDeInovacao