Publicado em 4 dezembro 2014

Criar planilhas no Excel, documentos de texto no Word e apresentações de slides no PowerPoint sempre foram as principais finalidades do Pacote Office, desenvolvido pela Microsoft e há anos é o mais utilizado nos escritórios de todo o mundo. Entretanto, para fazer frente ao conjunto de aplicativos criados pela empresa de Bill Gates, a Google criou o G Suite, um pacote de ferramentas on-line, baseado 100% em nuvem, muito mais barato, acessível e funcional.

Neste post vamos detalhar melhor essa acirrada rivalidade e mostrar os principais motivos para você cogitar trocar o Office pelo G Suite agora mesmo. Ficou curioso? Então confira:

Custo

Um dos principais trunfos do G Suite em relação ao Office está no quesito custo. Enquanto o pacote desenvolvido pela Microsoft apresenta uma grande variedade de níveis e opções de licenciamento, ainda requer a compra do software de instalação, que também é comercializada em diferentes versões.

Já o pacote do Google, além de não precisar de nenhuma instalação, custa apenas 10 dólares mensais — ou 120 anuais — por usuário, com armazenamento ilimitado em todos os seus aplicativos. Basta se decidir pelo plano que melhor atende às necessidades da sua empresa e começar os  trabalhos.

Mobilidade

O G Suite foi projetado especialmente para funcionar em qualquer dispositivo que acesse a internet, principalmente os mobile, de onde e no horário em que o usuário achar mais conveniente.

Além das ferramentas básicas, novos aplicativos integrados são desenvolvidos e corrigidos constantemente, assim como novas funcionalidades são sempre lançadas parar melhorar ainda mais a utilização dessas ferramentas.

Segurança

Seus dispositivos físicos podem sofrer panes, queda e problemas com vírus, afinal, imprevistos acontecem. Nesses casos, seu desktop, notebook ou smartphone podem simplesmente parar de funcionar de uma hora para outra. Já imaginou o pânico?

Com o G Suite, independentemente do que venha a acontecer com seus dispositivos, seus arquivos e documentos permanecem devidamente armazenados, em total segurança, na nuvem, podendo ser acessados a partir de qualquer outra ferramenta.

Escalabilidade

O G Suite é totalmente voltado para o trabalho em equipe. Assim, todos os tipos de arquivos podem ser compartilhados entre os usuários autorizados, que, quando inseridos no grupo, passam a poder acessar um mesmo documento e editá-lo simultaneamente.

Para facilitar ainda mais esse processo, alguns recursos de localização permitem que os demais verifiquem em qual parte do documento outro usuário está trabalhando e seu respectivo histórico de edições.

Manutenção

Como o G Suite requer apenas um navegador para ser utilizado, não precisando de nenhuma instalação específica, os problemas com manutenção de softwares e problemas de compatibilidade inexistem.

As atualizações são feitas de maneira automática, sem a necessidade da interferência do usuário, de forma que, a cada acesso, todos visualizem a última versão salva na plataforma. Atualizações rápidas e agendadas também podem ser facilmente gerenciadas.

Além disso, a Google oferece suporte por telefone, 24 horas por dia, sete dias por semana, para todos os seus clientes. Entre os usuários do Office, por exemplo, apenas aqueles com versões a partir da Enterprise contam com esse tipo suporte.

Todos esses fatores dão uma certa vantagem ao G Suite em relação ao pacote Office, embora a concorrência seja bastante acirrada. Contudo, a taxa de renovação das soluções Google beira os 90%, enquanto as ferramentas da Microsoft, de pouco em pouco, têm perdido sua hegemonia.

E você, usuário, qual plataforma prefere? Qual vantagem oferecida pelo G Suite chamou mais sua atenção? Comente aqui e compartilhe suas experiências e impressões conosco!

 

QI_CTA_GuiaGerentesTI