Publicado em 27 fevereiro 2015

Toda empresa precisa armazenar dados de suas operações e dos seus fluxos de trabalho, seja de forma digital, seja anotando em planilhas manuais. O excesso de dados e a dificuldade de gerenciá-los, porém, tem feito boa parte das organizações migrarem dos tradicionais servidores físicos, baseados em computadores dentro da empresa, para a chamada computação em nuvem (ou cloud computing, no conceito original), que permite o acesso de arquivos de qualquer lugar do mundo sem a necessidade de instalação de programas e aplicativos. Bem mais prático, não?

Para se ter uma ideia da popularização de cloud computing, 33% das pequenas e médias empresas brasileiras são usuárias da computação em nuvem, conforme apontou uma pesquisa da Microsoft. Os resultados são satisfatórios: elas argumentam ter aumentado a eficiência operacional, a produtividade, a segurança e a rapidez nas decisões estratégicas. Estes índices positivos também geram frutos: 45% das demais organizações entrevistadas devem aderir à tecnologia até o fim de 2015. Abaixo, elencamos cinco motivos que mostram como a computação em nuvem pode auxiliar no crescimento da sua empresa:

1. Redução de custos

Por causa da escalabilidade, na computação em nuvem a empresa paga apenas pelo que usa. Imagine depois de comprar um servidor poderoso com grande capacidade de armazenagem e processamento em uma época em que havia um grande pico de dados, sua empresa não precisasse mais de tudo isso e ficasse com a capacidade ociosa? Esse cenário era muito comum quando ainda não existiam soluções cloud. No modelo de nuvem, é possível alugar uma capacidade desejada por um período acordado com a provedora do serviço. Ou seja, sua empresa paga apenas pelos recursos que precisa e pelo tempo que necessitar.

2. Mais agilidade

Como já abordado no tópico acima, a flexibilidade de armazenamento contribui para uma enorme redução de custos. Se a empresa apresenta crescimento rápido, é só solicitar mais espaço, sem precisar comprar servidores ou instalar recursos fisicamente. Para organizações que trabalham com negócios muito sazonais, que tem picos e vales de demanda e movimentação, essa escalabilidade é fundamental.

3. Acesso à tecnologia de ponta

Mesmo as pequenas empresas podem ter acesso à tecnologia mais moderna no mercado. Como cada organização paga apenas por aquilo que consome, todos terão acesso aos benefícios do servidor, mesmo que em parcelas menores.

4. Mais segurança

Aqui vale ressaltar a importância de contratar um servidor com proteção de dados garantida. Além disso, é recomendada a assinatura de um contrato de sigilo sobre as informações entre os parceiros. Dessa forma, os dados ficam seguros contra roubos e ataques maliciosos. Antes do cloud computing era comum os servidores queimarem por questões ambientais (descargas elétricas, umidade, temperatura) e a empresa perder informações estratégicas para o negócio. Com a computação em nuvem, o risco de perda de dados é quase nulo.

5. Compromisso do fornecedor

Outra grande vantagem para a empresa que está crescendo é a possibilidade da troca de fornecedor se este não atende aos requisitos de qualidade acordados no momento da contratação. Como é facilmente alterável, o modelo exige a excelência do serviço prestado contínua. Caso sua empresa não esteja satisfeita com o serviço prestado – por quedas no servidor, falhas, suporte técnico ruim – pode simplesmente trocar de fornecedor, sem impactar o negócio negativamente.

Além dessas razões para apostar na computação em nuvem existem outras dezenas. Ficou com alguma dúvida sobre como o cloud computing pode ajudar a sua empresa a crescer? Deixe a sua pergunta na área de comentários.

QI_CTA_CardsTransformationTI