Publicado em 9 junho 2014

As propostas pedagógicas no âmbito da educação, embora sigam correntes variadas, sempre acompanham o ritmo que a sociedade imprime, e acabam por adequar a forma como professores preparam e transmitem conteúdo para aos alunos. Com o enorme avanço da tecnologia, não poderia ser diferente.

Ferramentas criadas para possibilitar a educação à distância, por exemplo, transformam o ensino no nosso tempo.

Claro que o Google não poderia fechar os olhos para a necessidade de criar aplicativos que colaborem para uma educação do futuro (que na verdade, com toda essa aceleração, já é o presente).

Foi assim que surgiram os aplicativos do G Suite para Educação. Eles objetivam estimular e facilitar a dinâmica escolar além de fomentar o trabalho colaborativo. Mas de nada adianta ter todo um arsenal de funcionalidades à disposição se os educadores não entenderem como podem se beneficiar delas.

Descubra como a produção colaborativa pode transformar o ensino:

Passado X Futuro

No passado, o professor se incumbia de preparar as aulas, provas, trabalhos e transmitir isso aos alunos.

O quadro negro era o ponto central da sala e aos alunos cabia um papel, quase sempre, de coadjuvantes. Natural que os estudantes sentissem falta de participar mais. Hoje a realidade do ensino-aprendizagem já está bem diferente. Os educadores adotam posturas menos pretensiosas e passam a tratar os alunos como colaboradores do processo educacional. Na era do “pesquise no Google”, encontrar informação sobre qualquer coisa ficou muito mais fácil e rápido. Todo mundo teve que se adaptar a isso.

Agora, professor, aluno, orientador, coordenador colaboram na construção do ensino, que é feito de forma mais horizontal, em contraste com o modelo totalmente vertical do século passado.

A produção colaborativa

O que antes ficava restrito aos trabalhos em grupo (e os grupos eram compostos só por alunos) agora já é possível se fazer online. Os professores podem abusar da criatividade porque com as ferramentas do G Suite para Educação, não existem mais fronteiras.

O tema pode ser escolhido em conjunto, em uma reunião agendada com o auxílio de uma agenda compartilhada e o documento de texto pode receber as primeiras ideias, em tempo real, de todos os participantes simultaneamente. O salvamento é automático e você não corre o risco de perder o trabalho.

Foi um upgrade no brainstorming e uma bela ajuda para o coleguinha que ficava sempre responsável por anotar tudo e passar a limpo. E esse é só o começo dessa produção em conjunto!

A mudança na rotina dentro da sala de aula

A rotina escolar também mudou. Agora os professores formam grupos e fóruns em sites acessados somente por convidados. Podem criar e adequar espaços virtuais para compartilharem conteúdo que seja fácil de acessar por qualquer aluno de qualquer lugar 24 horas por dia.

As entregas de trabalho são agendadas e todos ficam sabendo em tempo real, e os envios podem ser feitos por e-mail. O professor não precisa mais lidar com desculpas como: “Não consegui imprimir o texto”, “Acabou a tinta” ou o clássico “Meu cachorro comeu a cartolina”. A facilidade aumenta na mesma proporção que a responsabilidade!

Com buscas otimizadas é fácil identificar plágios nos conteúdos e as notas são repassadas para a direção numa planilha única editável por todos os educadores. Isso oferece uma merecida economia de tempo e dinheiro para todos os envolvidos.

A revolução não para por aí! Os inúmeros aplicativos incluem facilidades não só para  a produção de conteúdo compartilhado, como também facilitam o estudo à distância. Os professores podem marcar webinários (seminários online) ou liberar vídeos gravados para complementar o tempo de aula, fora da sala.

A transformação do ensino já começou, as ferramentas já estão disponíveis e a criatividade é uma qualidade de todos. Você não pode deixar de participar. Teste o G Suite para educação e compartilhe os resultados que uma educação colaborativa pode gerar.

QI_CTA_CulturaDeInovacao