Publicado em 2 dezembro 2015

Desde que a computação em nuvem se tornou realidade no cotidiano dos usuários, diversos serviços on-line surgiram — e, dentre os mais famosos, está a solução de armazenamento de dados do Google, o Google Drive.

Disponibilizado em 2012 pela gigante de Mountain View, o Drive funciona como um disco rígido virtual para o usuário guardar seus documentos, fotos, vídeos e áudios. Listamos, no post de hoje, 6 dúvidas no Google Drive que são comuns entre as pessoas. Confira!

Como o Google Drive funciona?

A partir de um computador, smartphone ou tablet, é possível enviar arquivos para o servidor da Google, onde eles ficarão armazenados e disponíveis para o usuário a qualquer momento. Também é possível adicionar pastas no serviço da Google, de forma que se mantenha a ordem.

Esses arquivos podem, posteriormente, ser acessados por meio do navegador de internet ou utilizando um aplicativo específico. Nesse último caso, é possível manter uma pasta específica com todos arquivos a serem sincronizados com a nuvem.

Assim, o programa pode trabalhar de forma automática. Nos desktops e notebooks, esse aplicativo está, atualmente, disponível para as plataformas Windows e Mac. Já para os smartphones e tablets, é possível encontrá-lo no Android e no iOS.

Apresentações, Documentos e Planilhas são serviços diferentes do Google Drive?

Sim. Apresentações, Documentos e Planilhas são tipos de arquivos de documentos com base na web. Também é interessante notar que o conjunto desses tipos de documentos é chamado de Editores de Documentos.

O Google Drive é um disco virtual para o armazenamento e acesso de todos os arquivos — inclusive as Apresentações, os Documentos e as Planilhas.

É necessário instalar algum aplicativo para usar o Google Drive?

Além de um navegador de internet, não. Porém, com a instalação do aplicativo, é possível utilizar outros recursos, como a sincronização automática, por exemplo.

Os arquivos salvos no Google Drive estão seguros?

Com a utilização do Drive, os arquivos sempre estarão copiados na nuvem do Google. Logo, mesmo que haja algum problema no dispositivo (PC, smartphone ou tablet, por exemplo), os arquivos sempre estarão protegidos e disponíveis on-line. Inclusive, o Google Drive possui o mesmo nível empresarial de segurança de dados que é visto nos G Suite.

O que houve com o Google Docs?

O Google Docs foi fundido ao Drive e agora salva todos os arquivos que antes ficavam na área do Docs. Esses documentos, porém, permanecem apenas on-line. Caso o usuário clique para editar, será aberto — por meio do Google Drive — o programa correspondente. Tudo é feito on-line.

Qual é o espaço disponível para armazenamento?

A versão gratuita do Google Drive dispõe de 15 gigabytes para o armazenamento de arquivos por usuário. Esse armazenamento inclui o que é consumido pelo Drive, pelo Gmail e pelo Google Fotos.

Caso necessário, o usuário pode comprar mais espaço. Vale lembrar que os recursos Maps e Editores de Documentos não consomem o espaço de armazenamento disponível para o usuário.

Você quer se manter atualizado sobre as principais novidades dos serviços Google? Então curta a nossa página no Facebook!

 

QI_CTA_GuiaGdrive