Publicado em 2 Janeiro 2014

A nova versão da planilha eletrônica do Google, o Google Sheets, permite que o usuário trabalhe offline, filtre o conteúdo compartilhado, trabalhe com bases de dados grandes e complexas e muito mais.

O Google Sheets faz parte do serviço em nuvem que a empresa oferece a seus usuários. A nova versão do aplicativo traz uma grande novidade: a possibilidade de editar as planilhas offline, por meio do navegador Google Chrome. Sempre que o computador restabelecer o acesso à internet, os arquivos são sincronizados, sem complicações.

Modificações no Google Sheets

Uma das principais características do aplicativo sempre foi a opção de colaboração e compartilhamento do conteúdo em tempo real com outras pessoas. Na versão anterior, a edição podia ser visualizada em tempo real pelos demais usuários. Nesta nova versão, o Google Sheets permite que o usuário controle as informações compartilhadas por meio de um filtro, de modo que outras pessoas não tenham acesso ao documento completo enquanto o trabalho não estiver concluído.

A nova versão do Google Sheets é rápida, e isso é principalmente percebido quando o usuário precisa trabalhar com planilhas grandes ou complexas. Além disso, o tamanho da planilha não possui mais limites, possibilitando o gerenciamento de grandes bases de dados. A rolagem da planilha se move mais rapidamente, com o mouse, é possível movimentar a planilha de maneira suave.

Uma outra novidade importante é que agora o Google Sheets auxilia o usuário na construção de funções dentro das células. O aplicativo sugere funções no momento em que digitamos o nome da função na célula, da mesma maneira como o Google tenta adivinhar o termo da sua pesquisa enquanto você digita. Isso é uma maneira de economizar tempo e diminui as chances de erro do usuário.

Muitas vezes, a versão de um projeto muda diversas vezes, deixando a formatação por último lugar. Nesses casos, a função de formatação condicional pode ser bastante útil. Ela altera a formatação das células de acordo com as regras do usuário. Por exemplo, todos os valores abaixo de $200 podem ser marcados de vermelho, enquanto todos os valores acima de $500 são marcados de verde.

A cada nova versão, os aplicativos do Google se aproximam muitos dos softwares utilizados tradicionalmente pelos usuários. Porém, essa qualidade está vinculada com a vantagem de transitarem pelo mundo online e offline, evitando perdas de arquivos, tempo de espera com anexos de e-mails, versões incompatíveis entre computadores, etc. Cada vez mais os softwares Google aliam qualidade e mobilidade nas ferramentas para seus usuários!

E você, já sabe como usar o novo Google Sheets? Deixe suas dúvidas abaixo nos comentários!

 

QI_CTA_Comarketing