Publicado em 15 dezembro 2020

Serverless ou computação sem servidor, é um modelo de arquitetura onde a execução dos códigos é feita através de recursos alocados na nuvem de forma individual. Portanto, ao contrário do que o nome sugere, essa tecnologia faz sim uso de servidores, porém de provedores Cloud. 

Presente constantemente no nosso dia a dia, a computação sem servidor tem se mostrado uma excelente alternativa para a escalabilidade das aplicações, sem necessidade de provisionamento e gerenciamento de infraestrutura. Dessa forma, uma empresa pode concentrar-se apenas no desenvolvimento dos seus aplicativos.

Neste post, saiba mais sobre serverless, suas vantagens e diferenças para outras tecnologias de virtualização e conheça também as soluções sem servidor do Google Cloud.

Leia também: Servidor parado: como migrar para nuvem do Google com agilidade e segurança

O que é computação sem servidor?

A computação em nuvem é uma nova maneira de criar, consumir e integrar aplicativos e serviços sem a necessidade de gerenciar a própria infraestrutura. A execução do código é totalmente gerenciada por um provedor de serviços em nuvem, o que elimina a carga de gerenciamento do servidor pelos seus desenvolvedores.

A função serverless conhecida como Function Platform as a Service (FPaaS), permite o desenvolvimento de aplicações sem qualquer envolvimento com a infraestrutura. É uma solução que não substitui contêineres ou VMs — máquinas virtuais —, mas oferece suporte a requisitos de lógica de utilitário, demanda imprevisível, requisitos orientados e eventos.

De acordo com o Gartner Top 10 Trends Impacting Infrastructure & Operations, a computação sem servidor é a principal tendência de suporte à infraestrutura digital, com previsão de se tornar predominante entre 2020 e 2022.

Principais recursos

A computação sem servidor é eficiente para acelerar o desenvolvimento de aplicações visto que automatiza tarefas e desloca desenvolvedores das funções de manutenção e provisionamento de infraestrutura. Esses profissionais podem, então, se concentrar em escrever o código, automatizar mais as atividades e aperfeiçoar o design do aplicativo.

Veja os principais recursos da computação sem servidor:

  • Execução de códigos como funções: o usuário não precisa provisionar e gerenciar a infraestrutura.
  • Provisionamento e dimensionamento automático do ambiente de tempo de execução, assim como dos outros recursos como computação, armazenamento, rede e ambiente de execução de linguagem.
  • Recursos adicionais para ambientes de teste e desenvolvimento, monitoramento, registro, rastreamento e depuração.

Cenários de uso

A computação sem servidor pode ser adotada para o desenvolvimento de aplicativos baseados em serviços modernos e acoplados fracamente. Seus serviços otimizam a produtividade da equipe de desenvolvedores, o que facilita a formação de times pequenos. Já os administradores do sistema podem aproveitar a tecnologia para automatizar operações, de maneira ágil, fácil e por etapas.

A computação sem servidor é utilizada nas seguintes áreas:

  • Processamento computacional;
  • Armazenamento;
  • Proxy para APIs – também conhecido como as APIs Gateway;
  • Orquestração;
  • Analytics e monitoramento;
  • Inteligência artificial e machine learning;
  • DevOps;
  • Integração de aplicativos.

 

Diferença para outras tecnologias de virtualização 

As diferenças para outras tecnologias de virtualização dependem da arquitetura e de como os componentes de computação são escalados em cada um dos ambientes.

Um hipervisor virtualiza o hardware e escalona por meio de VMs. Os contêineres virtualizam o sistema operacional. Já o FPaaS virtualiza o tempo de execução e dimensiona através de funções. Por isso, as soluções serverless são indicadas para projetos com características específicas:

  • Baixa frequência de execução;
  • Vinculados a eventos externos;
  • Requisitos de escala altamente variáveis ou desconhecidos;
  • Funções discretas, pequenas e de curta duração;
  • Opera sem estado em todas as invocações;
  • Conecta outros servicos juntos.

Benefícios para as empresas

Você já sabe que com a computação sem servidor, não é necessário gerenciar servidores e tampouco há tempo de execução para instalar, manter ou administrar a infraestrutura. Mas ainda há outras vantagens.

  • Pagamento por utilização: serviços serverless são cobrados de acordo com a quantidade real de recursos consumidos pelo aplicativo, isto é, o pagamento é feito e partir da taxa de transferência ou pela duração de execução. 
  • Escalabilidade flexível: a infraestrutura é dimensionada automaticamente com o ajuste da capacidade por meio da alteração de consumo — taxa de transferência, memória e processamento. Assim, servidores não são sub ou sobrecarregados.
  • Alta disponibilidade: arquitetura serverless traz na sua raiz a disponibilidade e a tolerância a falhas.
  • Arquitetura dos recursos definidas: você não vai precisar definir a arquitetura, pois os servidores que executam o software já oferecem isso.
  • Diversidade de linguagens suportadas: cada equipe de criação pode trabalhar com a linguagem que preferir, como C#, Go, Javascript, NodeJS, PHP, Python, Ruby, entre outras.
  • Deploy facilitado: é possível integrar o Continuous Delivery e o Continuous Integration mais facilmente.


Com esses benefícios, as equipes podem se dedicar somente ao desenvolvimento dos aplicativos e evitam atividades operacionais.

Soluções da plataforma sem servidor do Google Cloud

Com as soluções da plataforma serverless do Google Cloud, sua empresa pode otimizar o desenvolvimento dos seus aplicativos de forma personalizada. Veja o que você pode fazer:

  • Escrever códigos como preferir: sua equipe tem liberdade para usar a linguagem que preferir, assim como o ambiente de execução, framework e bibliotecas. É possível também, implementar o código como funções, aplicativos, código-fontes ou contêineres.

 

  • Criar aplicativos sem servidor de forma fácil e ágil: as soluções Google Cloud garantem a configuração, provisionamento, balanceamento de carga, fragmentação, escalonamento e gerenciamento de infraestrutura. Assim, você só precisa se concentrar no desenvolvimento dos aplicativos.

 

  • Executar cargas de trabalho serverless onde você estiver: suas cargas de trabalho podem ser transferidas para qualquer plataforma. O Knative é uma plataforma baseada no Kubernetes que permite criar, implantar e gerenciar cargas de trabalho modernas serverless de qualquer lugar. 

 

Principais ferramentas

App Engine

O App Engine permite a criação de aplicativos altamente escalonáveis. Com essa tecnologia, seus desenvolvedores têm mais liberdade com a eliminação de servidores e a implantação de configuração. A agilidade é outra vantagem, pois há suporte para diversas linguagens e muitas ferramentas disponíveis.

Cloud Functions 

Cloud Functions são escalonáveis e de pagamento por execução do seu código, sem gerenciamento de servidores. As cargas de trabalho são automaticamente escalonadas, há recursos de monitoramento, geração de registros e depuração, segurança integrada no nível do papel e por função, e recursos de redes para cenários híbridos e de várias nuvens.

Cloud Run

Totalmente gerenciada e serverless, a Cloud Run é ideal para desenvolver e implantar aplicativos em contêineres altamentes escalonáveis. Também permite o uso de código em linguagens diversas e toma conta de todo o gerenciamento da infraestrutura. Criada com o padrão aberto do Knative, os aplicativos podem ser usados em diferentes sistemas.


Inove com serverless, inove com a Qi Network

Investir na computação em nuvem é investir na inovação organizacional, estratégia fundamental para empresas que desejam se manter competitivas no mercado. E os benefícios  da inovação são muitos:

  • Otimização dos resultados;
  • Vantagem competitiva;
  • Criação de uma cultura organizacional inovadora;
  • Visão sistêmica da empresa;
  • Melhoria contínua.

 

Portanto, inovar com serverless faz parte desse processo, e muitas empresas têm alcançado resultados significativos com essa tecnologia. 

Com uso de funções do Google Cloud Platform, a Smart Parking reduziu pela metade a instalação de IoT de smart parking e o esforço de suporte operacional, habilitou sua plataforma Smart Cloud IoT em apenas quatro meses e democratizou o acesso e uso de dados em toda a organização. 

Mas para usufruir de todos os benefícios das funções serverless mais indicadas para seu negócio, é preciso contar com uma empresa parceira como a Qi Network, especialista em inovação na nuvem.

Leia também: Cocriação e inovação estratégica: a importância de parceiros para transformação de processos

O diferencial da Qi Network: Programa Jornada da Inovação na Nuvem

A QI tem expertise em produtividade, inteligência de dados e modernização de infraestrutura e é focada em contribuir para a Jornada de Inovação das empresas. Nosso grande diferencial é o Programa Jornada de Inovação na Nuvem, em que facilitamos a implementação de um programa de inovação nas empresas com metodologia própria e personalizada para atender cada cliente.

Auxiliamos empresas inovadoras na estruturação estratégica, tática e operacional de um programa exclusivo, de acordo com suas demandas.

Que tal inovar em computação sem servidor com a gente? Entre em contato conosco agora mesmo!

Dúvidas? Deixe seu comentário! E para acessar mais conteúdos sobre inovação em nuvem, acompanhe nosso blog!