Por mais que se fale muito no uso de tecnologia nas salas de aula, ainda existe certa dificuldade – quando não resistência – por parte de muitos educadores em fazer a ponte entre o ensino e os recursos tecnológicos. O problema é que os alunos, em sua maioria, dominam muito bem esses recursos e precisam ter o contato com eles na sala de aula. Afinal, o papel da escola também é educar os alunos a fazerem bom uso da tecnologia no dia a dia, não apenas como forma de acessar a internet e as redes sociais.

A seguir você vai conhecer 3 maneiras de usar a tecnologia nas salas de aula. Confira!

1. Crie projetos para os quais os alunos precisem pesquisar na internet

É sempre complicado pedir para os alunos que realizem pesquisas na internet, já que muitos não sabem os limites entre a pesquisa e a cópia. Então, cabe a você, com o auxílio da tecnologia, criar projetos que os ensinem a pesquisar e que possibilitem aprendizado real. Por exemplo, os alunos podem criar algo que relacione os conteúdos aprendidos em sala de aula, com pesquisas feitas na internet. Após a aula de geometria, podem criar alguma coisa, um objeto, utilizando as medidas de ângulos que aprenderam em sala de aula.

2. Proporcione interação por meio de tecnologias nas salas de aula

Existem sites e aplicativos especializados que ajudam você a proporcionar interação entre os alunos e, ainda, possibilitar que tenham acesso maior e por mais tempo aos conteúdos que leciona. É o caso do Google for Education, por exemplo, que, além de ajudar com a preparação das atividades, promove o rápido compartilhamento de materiais.

Com esse tipo de tecnologia, é possível criar listas de exercício, compartilhar materiais extras, criar fóruns de discussão e, ainda, fazer com que os alunos possam produzir conteúdo por eles mesmos. É uma excelente oportunidade de unir mais de uma disciplina e criar projetos com outros professores.

3. Utilize jogos para engajar os alunos

Sempre que falamos em jogos para o ensino, pensamos em algo que tenha a ver necessariamente com programas de computador. Mas, a ideia de inserir jogos na sala de aula vai muito além disso. Existem, sim, jogos educativos que podem ser usados como ferramenta de ensino, porém não dá para se valer deles durante muito tempo. O ideal é, você mesma, inventar jogos que, de fato, engajem os alunos.

Uma ideia é fazer uma espécie de trilha para o conhecimento. Para uma matéria como história, por exemplo, cai como uma luva. Os alunos podem buscar fatos sobre algum personagem da história, como Tiradentes, em livros e na internet e o grupo que melhor relatar o que aconteceu na época, ganha algum tipo de pontuação. Há, também, a possibilidade de criar um blog da sala, que será alimentado pelos alunos, sob a sua supervisão, possibilitando que desenvolvam a habilidade da escrita.

E, então? Gostou das dicas para incluir a tecnologia nas salas de aula? Se quiser ainda mais informação sobre esse assunto, acesse esse post no qual falamos sobre como a tecnologia pode ajudar no desenvolvimento dos alunos.