Publicado em 20 julho 2017

A tecnologia não trouxe apenas comodidade para a vida das pessoas, como também uma maior disponibilidade de recursos voltados exclusivamente à otimização do tempo.

Entre eles, podemos citar a influência do machine learning (aprendizado de máquina) para avaliar a capacidade produtiva de uma empresa.

Ou seja, por meio dos motores de busca, como o Google, é possível verificar dados que trazem insights para tomadas de decisões.

Dessa maneira, a gestão empresarial obtém um aliado que fortalece na assertividade, seja no lançamento de um novo produto ou seja na oferta de serviços, além da manutenção dos clientes que já são fiéis à sua marca.

No entanto, o resultado só acontece quando se conhece o vasto campo tecnológico que abrange o atual mercado.

Por isso, elaboramos este post para fazer com que você seja um verdadeiro guru do seu ramo de atuação. Venha conosco e se surpreenda!

Machine learning e o Google

A análise de dados é a grande sacada do momento. Por meio das informações obtidas através do Google, a sua empresa terá um robô com capacidades muito além do que o cérebro humano é capaz de detectar.

Afinal, quem consegue mapear dados sobre comportamento, identificação de padrões de consumo e até mesmo prever o que acontecerá amanhã com o mercado? Saiba que a análise de dados faz isso! E com uma eficácia que reflete em diferencial competitivo para a sua corporação.

Com pesquisas sobre palavras-chave ou tráfego dentro do seu sistema ou das rotinas de seus colaboradores, obtidas via Google, você conseguirá saber como anda a produtividade de um determinado funcionário, sobre aquele que produz de maneira mais eficiente ou até mesmo quem é o mais indicado para o atendimento dos clientes.

Ou seja, trata-se de um meio que traça perfis que contribuem para o aumento da produtividade e, consequentemente, da lucratividade.

Análise apurada do mercado

Atualmente, a perda de um cliente pode ser o princípio de dias difíceis para uma empresa. Como evitar isso? Uma boa dica é através da identificação dos clientes em potencial, com foco na pré-venda, venda e pós-venda.

A machine learning contribui com a capacidade produtiva de uma empresa porque conta com uma base de dados que faz análises preditivas que demonstram o comportamento dos seus clientes.

Dessa forma, a retenção e reversão de situações se tornam uma realidade totalmente interligada com a sua linha produtiva.

Por isso, da mesma maneira em que um colaborador pode ser acompanhado dentro dos seus padrões de produtividade, um consumidor estará sempre dentro do seu raio de visão empresarial.

Sendo uma verdadeira rede de neurônios artificiais, a machine learning ainda reconhece falhas, desde o armazenamento dos seus produtos chegando até mesmo à identificação de falas e imagens obtidas por meio da internet.

Conheça como o sistema funciona na prática

Google Planilhas, por exemplo, traz planilhas com insights instantâneos por meio do botão explorar, sendo uma excelente ferramenta para a sua empresa decifrar a linguagem artificial.

Com isso, gráficos são apresentados de acordo com a sincronização dos dados com alto grau de precisão. Trata-se da inteligência de mercado contribuindo com o diferencial competitivo.

Por isso, participar dessa tendência deve fazer parte da rotina de quem almeja caminhar na vanguarda da produtividade, com redução dos custos e erros.

E aí, ficou instigado? Após ler este post soou alguma dúvida? Então deixe aqui o seu comentário!

QI_CTA_eBook20_GestaoDocumental

Leia também: