Você sabe o que é feedback? Traduzindo do inglês, quer dizer “resposta”. Dentro do universo corporativo, para melhor ajuste, seria talvez maia adequado dizer que o termo está mais para o significado de “retorno”.

Dar um feedback, portanto, é dar um retorno ao profissional acerca de seu serviço. É, muitas vezes, reconhecer seu esforço. E essa consideração é bem importante nas relações humanas, em qualquer que seja a área de trabalho. Mas, e o que falar de um feedback 360?

O feedback 360 é aquela iniciativa de responsabilidade não apenas do chefe, mas que pode ser aplicada por todos os envolvidos e afetados pelo trabalho de alguém. Ele considera opiniões e visões de todos que trabalham juntos numa empresa. Que tal saber mais sobre esse assunto para implementá-lo com precisão no seu negócio? Leia o post e saiba como!

Como funciona o feedback 360?

O termo nasceu nos anos 1940 e pode ser aplicado aos chefes, aos subordinados, aos colegas de trabalho e até mesmo aos parceiros da empresa e clientes. É uma oportunidade de receber um retorno “globalizado” sobre o seu desempenho.

Essa ferramenta pode ser aproveitada por meio de questionários avaliadores de competências de uma pessoa, de preferência online. Quem estiver sendo apreciado receberá tão somente uma ponderação geral, e não um ajuntamento de comentários individuais sobre as avaliações, que deverão ser confidenciais.

Isso evita o desgaste das relações e possíveis desentendimentos entre os colaboradores.

Quais são os seus objetivos?

O objetivo principal é obter resultados mais completos, uma vez que o comportamento de um funcionário para o chefe pode ser um, e para o colega de trabalho pode ser outro.

Além disso, com a metodologia do feedback 360, é possível otimizar a produtividade, fazer adaptações em grupo dentro da empresa e diagnosticar as melhorias de forma mais detalhada.

Dessa forma, é estruturado um feedback assertivo e todas as pessoas que interagem com o avaliado terão a chance de serem ouvidas.

Com um feedback tão abrangente, seja elogio, sugestão ou crítica construtiva, o profissional sentirá a necessidade de buscar o caminho sensato para os acertos. Essa ferramenta orienta as pessoas para o aprendizado e para o aprimoramento de suas tarefas por meio da motivação.

O feedback 360 reforça aqueles propósitos, com a experiência da “multivisão”.

Quais são os benefícios dessa técnica?

Os benefícios do feedback 360 estão relacionados à união da equipe. Todos terão acesso a diferentes visões dos colaboradores e, ao mesmo tempo, à ampliação de seus conhecimentos.

A equipe vai passar a valorizar ainda mais os feedbacks acolhidos. Cada avaliado que receber seus resultados poderá ter mais confiança sobre o que fazer e em quê melhorar, uma vez que eles não vêm de uma única fonte, que normalmente seria o chefe.

O primeiro passo é garantir que o clima seja positivo na empresa em relação à aplicação desse tipo de avaliação de desempenho. Demonstrar exatamente como isso funciona e explicar suas vantagens significa preparar bem sua equipe para receber e fazer do processo algo positivo e eficaz.

O feedback 360 deve ser encarado como uma ferramenta para o aprendizado e em favor do autodesenvolvimento.

A partir da “multivisão”, o avaliado será capaz de fazer uma avaliação pessoal de seu desempenho, de seus pontos fracos e mais fortes, diante do olhar de tantos envolvidos.

O feedback 360 traz a possibilidade de avaliar os funcionários usando parâmetros diferentes e eficazes, como, por exemplo, motivação, habilidade de comunicação e qualidades de liderança.

Gostou desse artigo? Então baixe o nosso e-book sobre como aumentar o engajamento de sua equipe usando o feedback 360, de forma automatizada e com a ajuda do G Suite.

QI_CTA_CaseRhRd

Leia também: