Publicado em 20 junho 2017

Para que as empresas se destaquem, elas precisam entender que a gestão da inovação é o melhor caminho. A importância de cuidar das pessoas e de sua integração cresce diariamente, por isso a gestão de RH tem se tornado uma área cada vez mais estratégica. Para trazer uma nova abordagem a esse setor, o Design Thinking é uma boa escolha.

Ao associar essa metodologia à gestão de pessoas, é possível que o negócio conquiste resultados diferenciados. Entenda como essa nova maneira de ver e de fazer as coisas pode fortalecer o seu departamento de Recursos humanos!

Qual é o paralelo entre Design Thinking e gestão de RH?

A metodologia comumente referenciada como Design Thinking é um protocolo comprovado de resolução de problemas, de forma colaborativa e coletiva, em uma mescla de experiência cultural e diversas visões de mundo.

O Design Thinking tem tudo a ver com a busca por inovação, sempre focando em resultados que podem vir a beneficiar tanto a empresa quanto o colaborador. Enquanto isso, a gestão de RH não é apenas responsável por questões burocráticas; hoje, ela também cuida da melhor alocação possível dos colaboradores dentro da empresa.

Com isso, unir os dois significa trazer novas abordagens para processos que sempre foram considerados clássicos. Essa questão permite conquistar e consolidar novos resultados, favorecendo o negócio.

Qual é a importância da relação entre gestão de RH e Design Thinking?

A gestão de pessoas realizada pelo RH precisa ter um caráter progressivamente mais humano e próximo. Somente assim é possível atender às necessidades de um setor tão estratégico para os resultados do negócio.

A partir do relacionamento entre Design Thinking e gestão de RH, surgem os seguintes efeitos positivos:

Aumento da empatia da gestão

Essa questão do relacionamento próximo e humano se reflete, principalmente, pelo ganho de empatia da gestão. Os líderes adotam uma postura humanizada e enxergam os colaboradores como pessoas com necessidades, aptidões e limitações.

Isso favorece a gestão de recursos humanos, inclusive em relação à capacitação — já que são consideradas as questões realmente pertinentes aos colaboradores e à empresa.

Elevação da produtividade

Outro ponto importante é que essa abordagem contribui para que os profissionais fiquem mais engajados com suas funções, e também mais motivados e satisfeitos. Considerando que um profissional motivado tem rendimento até 50% maior, um dos ganhos mais relevantes é justamente na produtividade.

Melhoria da qualidade dos serviços e produtos

Por falar nisso, a melhora na maneira como os processos são executados tem impacto direto nos resultados dessas etapas. Isso significa que, a partir do Design Thinking e da gestão de pessoas orientada por ele, há uma melhora em todo o processo de trabalho, desde a produção até ao atendimento.

Tal questão incrementa a qualidade de serviços e produtos, aumentando, também, o valor agregado oferecido pelo empreendimento.

Otimização dos processos internos

No geral, há uma importante otimização dos processos internos — não somente em relação ao RH. A comunicação de todas as áreas, por exemplo, fica favorecida. Dessa forma, há mais integração e melhor trânsito de informações relevantes.

A diminuição do gasto de tempo e de recursos, bem como dos desperdícios, também contribui nesse sentido. Há, ainda, uma mudança na perspectiva de como as coisas são feitas, de modo a tornar a empresa diferenciada e competitiva.

Quais são as etapas mais importantes?

Para que tudo isso seja possível, é fundamental que, em primeiro lugar, os líderes se envolvam intensamente com a equipe. Esse engajamento humano deve servir para quebrar o paradigma de uma estrutura extremamente hierárquica e verticalizada.

Da mesma forma, também é fator fundamental buscar a simplificação. A empatia não deve ser exercida em um ambiente complicado e cheio de dificuldades, mas em um espaço com ótimo fluxo de ações.

Não menos importante, há a necessidade de buscar cursos e coachings de inovação. A partir dessa capacitação sobre a metodologia do Design Thinking, uma empresa melhorar cada vez mais seus processos organizacionais.

Com o Design Thinking, a gestão de RH sai fortalecida e otimizada e tem resultados melhores. Isso traz mudanças positivas não apenas para a empresa, mas também para os colaboradores e mesmo para os clientes, que passam a experimentar maior qualidade naquilo que recebe.

Quer acompanhar as melhores dicas para o seu empreendimento? Assine nossa newsletter e tenha sempre conteúdo novo à mão!

QI_CTA_Publicidade

Leia também: