Publicado em 1 novembro 2016

Fazer uma gestão de tributos é algo importante, pois sem a devida organização é bem provável que o empreendimento sofra com a grande quantidade de impostos que existem no Brasil, pagando mais do que precisa e correndo riscos de pagar errado, com atrasos ou prestação errada de contas.

Por isso, mais do que um recurso, a gestão tributária tornou-se uma verdadeira obrigação de empreendedores interessados no sucesso de seu negócio.

Quer saber como ela pode ser feita de maneira eficiente? Então confira a seguir nossas dicas para ajudar você a resolver esse problema em sua empresa.

Compreenda o cenário em que sua empresa se encontra

Todo o impacto tributário que será gerado sobre sua empresa será em função das atividades que ela exerce. Por isso, uma dica fundamental é definir sua atividade e informar os dados corretos ao CNAE, pois é dali que sairá a base para que o governo calcule os seus tributos.

Dar informações erradas nessa etapa do processo, bem como avaliar de maneira equivocada o regime tributário a adotar, pode fazer com que os impostos sejam mais elevados e prejudicar consideravelmente seu negócio.

Reduza gastos com tributos

É possível reduzir a carga tributária sobre sua empresa simplesmente escolhendo um regime tributário adequado a ela. Assim, a partir de um estudo que considera o impacto dos impostos em função de cada um dos modelos, você pode estimar qual deles é o mais econômico para o seu caso.

Essa é a melhor maneira de planejar a questão tributária de seu empreendimento. Conte com uma equipe especializada em contabilidade e peça a ela que apresente um estudo detalhado dos impostos que sua empresa paga ou que pode vir a pagar. Depois disso, compare o desempenho em cada regime disponível. Essa medida pode ser adotada periodicamente.

Quanto sua empresa gasta? E quanto lucra?

Existem três regimes tributários disponíveis para as empresas: o Simples Nacional, o Lucro Real e o Lucro Presumido. Para escolher o mais adequado, é fundamental estabelecer um comparativo entre elementos como despesas, receitas e o resultado contábil, além do nível de organização documental da empresa.

Planeje investimentos futuros para facilitar a gestão de tributos

Uma boa maneira de lidar com tributos é pensar neles antes de aplicar dinheiro em investimentos. Assim você permite à sua equipe de contadores estudar o impacto desses investimentos em seu negócio de maneira a evitar surpresas desagradáveis no futuro.

Assim como na dica anterior, essa diz respeito ao trabalho com profissionais especializados, algo que faz toda a diferença, independentemente do seu ramo de atuação.

Aprimore o fluxo produtivo

Quando você consegue aperfeiçoar os processos produtivos de sua empresa, um dos benefícios que obtém é a redução de custos com a diminuição da burocracia. Assim, é possível fazer com que o empreendimento ganhe em lucratividade.

Uma boa gestão de tributos depende da organização da empresa, até mesmo para que o setor contábil tenha como prestar informações adequadas ao Fisco.

Atualmente, recursos como o SPED Fiscal e o eSocial, por exemplo, dificultam muito o trabalho de empreendimentos mal organizados ao exigirem uma adaptação bem maior para que as informações sejam prestadas com riqueza de detalhes.

QI_CTA_GuiaGmail