Publicado em 7 Abril 2012



Sobre Cloud Computing:

“Cloud Computing é um modelo que permite de forma conveniente, o acesso
à rede sob demanda para um conjunto compartilhado de recursos de
computação configuráveis (por exemplo, redes, servidores, armazenamento,
aplicativos e serviços) que podem ser rapidamente provisionados e lançados
com o mínimo de esforço de gestão ou a interação de um prestador de serviços.”
Fonte: http://www.nist.gov/index.html

Cloud Computing (ou computação em nuvem) é um termo amplo para dar nome a variados serviços relacionados à TI. A forma como abrange uma vasta gama de serviços, se assemelha ao termo “web”, que desde 1996 é usado como sinônimo de Internet no Brasil.

Sua empresa está preparada para esta nova realidade?
•••
Na mais recente pesquisa do Pew Research Center’s nternet & American Life Project, Future of the Internet IV, especialistas em tecnologia revelaram novas e fascinantes perspectivas sobre a forma como a internet afeta a inteligência humana e como as informações são compartilhadas e processadas.
Até 2020, a maioria das pessoas terá acesso a aplicações de software online e compartilhará informações
através de redes remotas, ao invés de depender principalmente de ferramentas e informações alojadas em seus dispositivos ou computadores pessoais.
A computação em nuvem, dizem os especialistas, será mais dominante do que a própria área física de trabalho na próxima década.
Fonte: http://lt.idg.com.br/Dualtec/Dualtec_whitepaper_as_camadas_da_nuvem.pdf

A Cloud Computing vem chegando e se estabelecendo para mudar em vários aspectos os serviços de TI. A capacidade de armazenamento 100% online, segurança como uma palavra-chave e diminuição de custos está fazendo com que as empresas deixem cada vez mais de lado os modos de armazenamento offline para aderirem a esse tipo de serviço. A capacidade de edição por vários funcionários ao mesmo tempo, reuniões online e o fato de não haver necessidade de uma estrutura física traz ao mundo da Tecnologia uma nova era, rumo à funcionalidade.

Mas Cloud Computing é só isso? Um bloco único que pode ser compreendido apenas como um serviço prestado a empresas?

Não, a Cloud Computing é um serviço que pode ser prestado de diferentes formas, que tem como base três estruturas diferentes. São elas:

Software como serviço (SaaS):

Do inglês, “software as a service”.
É o tipo de armazenamento online mais conhecido, utilizado, por exemplo, por servidores de e-mail. Entre as principais características, estão o acesso aos dados via web, gerenciamento centralizado, aplicações seguindo o modelo “um para muitos”, além de APIs (Application Programming Interfaces) para permitir integrações externas.

Quando utilizá-lo:
Sua utilização é aconselhada quando as aplicações têm necessitam acesso remoto ou móvel, como por exemplo, os softwares de CRM (gestão de relacionamento com o cliente) e gestão de redes sociais, marketing e pessoas.
Sua utilização também é ideal para utilizar a curto prazo ou de forma sazonal, como os softwares de colaboração de projeto.

Quando não utilizá-lo:
O SaaS não é aconselhável quando as aplicações precisam de processamento de dados rápido ou em tempo real, seguem uma legislação que não permite a hospedagem de dados fora da empresa ou os requisitos de segurança e SLA são críticos.

Plataforma como um serviço (PaaS):

Do inglês, “platform as a service”.

Este é semelhante ao SaaS. A diferença está no fato de que o primeiro trata-se de um software entregue pela web e este segundo, trata-se de um ambiente, uma plataforma, como diz o próprio nome, para criar, hospedar e gerir um software.

Quando utilizá-lo:
Quando há necessidade de trabalhos em equipe, integração e triagem de serviços e integração de banco de dados. O Serviço é útil no momento da implementação, quando há necessidade de um ambiente complexo para a aplicação. Também é importante quando diversos desenvolvedores estão trabalhando mutuamente e em partes e há necessidade de interação externa.

Quando não utilizá-lo:
Quando a linguagem proprietária possa dificultar no caso de necessidade de mudança para outro fornecedor no futuro ou se utiliza linguagens proprietárias ou abordagens que influenciem no processo de desenvolvimento. Também não é aconselhável nos casos de personalização, em que o desempenho do aplicativo exige hardwares ou softwares específicos.

Infraestrutura como um serviço (IaaS):

Esta terceira apresenta três subcategorias:

a) Nuvem pública: Quando a infraestrutura está em recursos compartilhados, padronizados e o autoatendimento acontece pela Internet;
b) Nuvem privada: Infraestrutura que segue a virtualização da computação em nuvem, mas de forma privada;
c) Nuvem híbrida: Combina as duas primeiras, utilizando as características de uma ou de outra quando é mais conveniente.

O serviço contratado são os recursos, o monitoramento é avançado, há alta escabilidade e o custo é variável.

Quando utilizá-lo:
Quando a demanda é volátil, como por exemplo, nas lojas virtuais. Também é aconselhável para empresas que crescem rapidamente e não há capital para infraestrutura.

Quando não utilizá-lo:
Neste, também deve-se ter cuidado com a legislação. às vezes, não é permitida a terceirização ou o armazenamento de dados fora da empresa. Não é aconselhável quando os níveis de desempenho necessários para as aplicações tenham limites de acesso ao provedor.

Os especialistas da Informant que atuam com Design de Interação possuem o importante papel de entender as expectativas e reações dos usuários. Para promover a melhor comunicação e obter um feedback positivo em todas as áreas do produto, são analisados diversos pontos, como a segurança e a resposta positiva das ações, visando a construção de um produto que se adapte intimamente ao usuário. Este é um dos nossos diferenciais para entregar um produto funcional com qualidade, em diferentes segmentos”, finaliza um dos sócios da Informant, Diego Contezini.
Fonte: http://www.abn.com.br/editorias1.php?id=72173

É importante que cada serviço prestado atenda exatamente às necessidades de cada empresa, que podem variar conforme tamanho, número de funcionários, área de atuação e outros fatores, como a legislação que a empresa segue. Os serviços Cloud são aprimorados constantemente, caminhando para um único objetivo: Praticidade e segurança em baixo custo para sua empresa.

QI_CTA_CardsTransformationVENDAS