Publicado em 20 dezembro 2016

Dominar técnicas de recrutamento, além de ser importante para selecionar bons profissionais, contribui para a redução de custos com turnover, retém talentos e aumenta a produtividade e a motivação.

Contratar o melhor candidato em uma seleção significa encontrar a pessoa com as habilidades técnicas e interpessoais exigidas, a que mais se encaixa com a cultura da empresa e a que agrega valor aos negócios, seja pelos resultados que entregará, pelo grau de engajamento, ou por ambos.

Conheça 5 dicas de recrutamento para tomar decisões acertadas nas próximas contratações!

1. Divulgue no lugar certo

A primeira opção é o recrutamento interno. O talento que você busca pode estar dentro da própria companhia e ele só precisa de uma chance (e treinamento).

Outra oportunidade é comunicar sua rede de relacionamentos: colegas da própria empresa, amigos e familiares. O fato de eles já conhecerem a empresa pode ser meio caminho andado.

Também usufrua dos benefícios da tecnologia na hora da divulgação: redes sociais, bancos de currículos online e sites de vagas são excelentes alternativas.

2. Seja claro na entrevista

Durante a entrevista repasse todas as informações para os candidatos sobre a posição: horário, salário, benefícios, responsabilidades, atividades, resultados esperados, entre outros dados que achar importante.

Não se esqueça de abordar se há necessidade de realizar viagens, trabalhos aos fins de semana ou após a jornada regular. Também especifique como é a rotina da empresa e quais seus principais valores.

Omitir, esquecer ou desconhecer esses detalhes pode fazer com que você perca um ótimo colaborador.

3. Use a tecnologia na contratação

Você pode utilizar o Hangouts para fazer a primeira entrevista, poupando tempo e a si mesmo.

Utilize também tecnologias para análise de voz, dicção e gramática nas entrevistas por telefone. É ideal para a escolha de colaboradores que vão lidar com clientes, trabalhar em call centers etc.

Quer contratar um novo profissional de TI? Um programador? Sistemas de simulação de software e de programação possibilitam que você valide se o profissional sabe programar em determinada linguagem ou se sabe utilizar algum software específico.

Também existem provas e testes online, jogos que simulam comportamentos, ferramentas que auxiliam na busca do gestor ideal e analisam o comportamento do candidato nas redes sociais.

4. Não se iluda com as aparências

Nenhuma tecnologia substitui a análise e percepção de um profissional de RH. A conversa olho no olho ainda é fundamental para a escolha final.

Observe o que não é dito, a personalidade, os valores, a linguagem corporal e eventuais contradições. Enxergue além da aparência e detecte os experts em cativar recrutadores ou em se sair perfeitamente bem em entrevistas.

5. Aplique provas e testes

Nada como a velha e boa prova para testar as habilidades. Lance mão de testes psicológicos e de personalidade, e, se possível, simule um problema ou situação real que costuma ser frequente no cargo disputado.

Muitos processos de seleção aplicam técnicas modernas e elaboradas e esquecem das antigas avaliações — elas continuam sendo um bom termômetro.

Enfim, contratar a pessoa certa é ótimo para a empresa e excelente para o profissional. Ambos saem ganhando. A companhia ganha com as metas e resultados alcançados, além de reduzir custos com novas contratações e evitar desmotivação. E o funcionário se engaja e conquista grandes chances de trilhar uma carreira de sucesso.

Por isso, conhecer e seguir essas técnicas de recrutamento aumentam as chances de você encontrar bons profissionais.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário e contribua para essa discussão!

QI_CTA_CardsTransformationRH