Publicado em 11 julho 2017

O Big Data está ganhando um espaço cada vez mais amplo no mercado, já sendo considerado um dos pilares da Terceira Plataforma de Tecnologia da Informação. Os outros pilares são a mobilidade, as mídias sociais (ou redes sociais) e a Cloud Computing (Computação em Nuvem).

Há uma estreita relação entre Cloud Computing e Big Data. A Computação em Nuvem consiste na infraestrutura que, em um ambiente corporativo, serve de suporte para o Big Data, já que apresenta a capacidade suficiente para processar dados em grande quantidade.

Acompanhe no post de hoje mais detalhes sobre essa relação fundamental!

Os conceitos de Big Data e Cloud Computing

Cloud Computing se trata de uma tecnologia que permite a criação e armazenamento de dados, aplicativos online (na nuvem), sendo mais vantajosa para o usuário na medida em que é um serviço escalável, fornecido sob demanda (o usuário utiliza conforme necessidade).

O Big Data é uma tecnologia que utiliza soluções baseadas em algoritmos que captam e cruzam dados organizados, de sistemas como ERP (gestão empresarial), CRM (gestão do relacionamento com o cliente), BI (inteligência empresarial), com dados não estruturados (conteúdos em diversos formatos, como vídeos, imagens, fotos, que são produzidos principalmente pelas redes sociais).

A associação perfeita entre nuvem e dados

Como já falamos, o processamento e o armazenamento de um volume considerável de dados requer uma boa infraestrutura, que seja capaz também de converter esses dados em informações valiosas para a empresa.

Boa parte das aplicações de Big Data está em interação com dados que são gerados e armazenados online (na web, local onde se desenvolvem as atividades das redes sociais), seguindo o modelo de Cloud Computing.

Os serviços de armazenamento em nuvem que utilizam aplicações do Big Data constituem-se, de modo geral, em soluções simples, mas que ocultam uma poderosa infraestrutura de provedores que confere segurança tanto no armazenamento dos arquivos e pastas quanto na coleta dos dados.

Seja qual for a infraestrutura de computação em nuvem (híbrida, privada ou pública), ela interage perfeitamente com as aplicações de Big Data.

Cloud Computing e Big Data reduzem custos para a empresa

Uma boa vantagem em aplicar os dois conceitos simultaneamente nas operações empresariais é que eles ajudam a reduzir custos.

Não há necessidade de investir capital elevado em uma complexa estrutura de hardwares e softwares, pois a prestação de serviços é online e se concretiza mediante contratos entre os fornecedores da tecnologia e os clientes.

Assim, a empresa pode aderir a planos diferentes conforme as necessidades do próprio negócio, evitando custos desnecessários, que não promovem retorno financeiro.

A empresa tanto pode expandir os serviços contratados ou reduzi-los, dependendo do nível de demanda existente para eles.

A novidade do Google Cloud

Atualmente, o Google Cloud se destaca como uma incrível solução tecnológica, a qual unifica o Big Data e a Cloud Computing.

A Google Cloud permite aos gestores de empresas realizarem uma minuciosa análise de dados. Não se trata apenas de deixar de adquirir servidores — é mais do que isso. A ferramenta do Google permite uma nova abordagem no mundo dos negócios, facilitando a extração do máximo de informações dentre os dados coletados.

Os dados podem não fazer muito sentido se forem acumulados e armazenados sem critério. Mas, com uma tecnologia dinâmica, eles podem se transformar em informações importantes que servirão de base para a formulação de estratégias.

A Google Cloud representa, portanto, um diferencial competitivo que deve ser considerado pelas empresas na hora de escolher uma solução tecnológica que integre o Big Data à Cloud Computing — uma solução que, efetivamente, ofereça resultados mais vantajosos.

Se você gostou do post e o achou útil, aproveite para assinar nossa newsletter e receber em seu e-mail outras novidades sobre este e outros assuntos!

QI_CTA_Publicidade