Publicado em 30 março 2017

As ferramentas de processamento de linguagem natural ganharam força nos últimos anos. Graças a divulgação de APIs públicas capazes de interpretar a linguagem humana, developers podem criar sistemas convergentes e inovadores.

Saiba mais sobre essa tecnologia e o seu impacto no ambiente corporativo em nosso post de hoje!

O que é o processamento de linguagem natural?

Os sistemas computacionais de processamento de linguagem natural (também conhecido como PLN) possuem algoritmos que permitem a compreensão da linguagem falada e escrita por uma pessoa em diversos idiomas. Uma ferramenta baseada nessa tecnologia possui mecanismos para compreender frases em linguagem natural e, assim, executar comandos ou exibir dados.

Como o processamento de linguagem natural é utilizado no ambiente corporativo?

Os sistemas de processamento de linguagem natural possuem diversos usos no ambiente corporativo. Eles são implementados para otimizar o atendimento a clientes, criação de aplicativos mais eficientes e até mesmo ferramentas de acessibilidade.

Call centers, por exemplo, utilizam os sistemas de processamento de linguagem natural para compreender a voz humana e, assim, executar solicitações automaticamente. O mesmo vale para os serviços de suporte que investem em chatbots: eles interpretam mensagens de texto e, assim, podem executar uma série de atividades sem a necessidade de um humano.

Pessoas com necessidades especiais utilizam sistemas de processamento de linguagem natural diariamente. Em smartphones, já existe o suporte para comandos por voz e leitura de conteúdos exibidos na tela.

As assistentes pessoais modernas já possuem algoritmos para interpretação de linguagem natural incorporadas em seu código fonte. Isso permite que soluções como o Google Now interpretem comandos e consigam responder a perguntas a partir de frases digitadas ou faladas na frente do aparelho.

Aos poucos, essa tecnologia está sendo incorporada a um número cada vez maior de locais. A liberação de APIs de PLN públicas dá a negócios a possibilidade de investir em aplicativos e sistemas mais inovadores e eficientes.

Um exemplo é a API Cloud Natural Language, do Google. Ela foi liberada pela empresa para que desenvolvedores conseguissem criar apps que entendam a linguagem humana com mais facilidade.

Isso será fundamental para a criação de chatbots robustos e eficazes. A nova API é capaz de exibir uma série de conteúdos a partir de parágrafos inteiros de texto, que são enviados para a nuvem, processados e transferidos de volta para a aplicação.

Junto com a Google Speech API, apps podem interpretar sons de voz, apresentar o que foi dito textualmente e ainda identificar especificidades. Elas incluem, mas não se limitam a animais, produtos, organizações e locais. Unidas, essas duas ferramentas tornam soluções de TI convergentes e inovadoras.

Como criar aplicações inovadoras e acessíveis?

A possibilidade de utilizar redes de processamento de linguagem natural torna a criação de aplicativos inovadora. As ferramentas criadas por um negócio poderão atender a um público maior, além de contarem com uma nova forma de interação, mais simples e adequada às necessidades de diferentes públicos.

Uma empresa que trabalha com a construção de chatbots, por exemplo, pode fazer robôs com suporte a um número maior de idiomas. Graças ao poder da API Cloud Natural Language, a capacidade de cada algoritmo interpretar comandos será otimizada continuamente. Assim, com um suporte pós-vendas eficiente, o negócio manterá mais consumidores fiéis e, ao mesmo tempo, reduzirá custos continuamente.

Você já utiliza sistemas de processamento de linguagem natural no seu dia a dia? Conta pra gente nos comentários!

QI_CTA_TrabalheComoVive

Leia também: