Publicado em 9 julho 2020

Um dos maiores desafios que as empresas enfrentam é como inovar diante de todas as atividades que fazem parte do dia a dia. Muitas vezes, os colaboradores ficam envolvidos com a rotina e a proposta de inovar é deixada em segundo plano. De fato, não é tarefa fácil implementar uma cultura de inovação se o foco em produtividade já não fizer parte da empresa.

Afinal, uma empresa só pode impulsionar a inovação e novas oportunidades de negócios, bem como desenvolver novos serviços e produtos ou até mesmo novos modelos de negócios se a equipe for produtiva e extremamente colaborativa. Uma empresa que tem problemas de performance dificilmente vai conseguir impulsionar e consolidar essas mudanças.

Nesse sentido, a tecnologia contribui para a produtividade das equipes e, consequentemente, para inovação e oportunidades de negócios. Portanto, empresas que buscam inovar precisam antes se dedicar às suas equipes. Um dos caminhos para se tornar cada vez mais competitiva e mais relevante no mercado é a colaboração. 

Mais da metade das empresas brasileiras (60%) já realizaram algum projeto de cocriação, segundo um estudo realizado pelo Ibope. Os motivos para esse investimento envolvem melhorar a experiência do cliente, criando novas soluções mais aderentes e otimizando os produtos existentes.

Esses dados mostraram que as empresas começaram a observar uma expectativa de inovação por parte dos usuários. Sendo assim, para criar um ambiente de cocriação, inovação e oportunidades de negócios, é relevante investir não apenas em tecnologias, mas também em pessoas e em processos. Esses três pilares contribuem para aumentar a produtividade: tecnologias adequadas para inovar, um time colaborativo e processos e fluxos de trabalho ágeis.

Sobre o desenvolvimento desses pilares e sobre maneiras de fomentar a inovação nas empresas por meio da produtividade, você saberá mais neste artigo. Confira!

Os três pilares para promover inovação e oportunidades de negócios

Quando falamos em produtividade como meio para promover inovação e oportunidades de negócios, é comum focar apenas em pessoas. As empresas estão sempre conduzindo treinamentos e capacitações para garantir que as equipes sejam mais produtivas. Mas é importante trazer a relevância dos outros dois pilares desse tripé.

Pessoas

Como dissemos, as empresas costumam investir mais nesse pilar, colocando as pessoas como principais responsáveis pelo nível de produtividade. No entanto, o desempenho das equipes também está ligado aos outros dois pilares. Para iniciativas de inovação, não basta investir apenas na capacitação dos colaboradores e esperar que, aumentando a produtividade, eles estarão preparados para criar ações inovadoras. 

Processos

Investir na otimização de processos é outro pilar fundamental para a inovação nas empresas. Sem processos bem desenhados e estabelecidos, é impossível ter ganhos em produtividade e, muito menos, em inovação. Muitas empresas subestimam o mapeamento de processos, realizando fluxos de trabalho de maneira aleatória, sem considerar que possam existir maneiras mais eficientes de executá-los. Portanto, é essencial que a empresa faça uma análise de como estão sendo realizados os processos e aplicar melhorias, se quiser estabelecer uma cultura de inovação.

Tecnologia

O terceiro pilar para alcançar inovação e oportunidades de negócios não poderia ser outro a não ser a tecnologia. Por meio dela, é possível automatizar processos repetitivos, ganhar agilidade, facilitar o trabalho remoto, favorecer a atuação colaborativa, reduzir custos e muitas outras vantagens que beneficiam a produtividade. Unindo a tecnologia aos processos e às pessoas, a empresa é capaz de garantir melhores resultados quando o assunto é inovação. Um ambiente propício à produtividade é também um ambiente em que a inovação encontra meios para se desenvolver.

Como impulsionar oportunidades de negócios a partir da produtividade

Incentive a troca de ideias e a colaboração

Um dos principais caminhos seguidos por empresas que aproveitam a produtividade como meio para novas oportunidades de negócios é o trabalho em equipe. É importante que a empresa comece a ter a visão de que as ideias podem vir de qualquer lugar, enxergando a colaboração como ponto de partida para soluções inovadoras.

Dessa forma, é fundamental criar programas em que todos os colaboradores, independentemente dos seus cargos, sejam incentivados a colaborar e não a competir entre si. Do estagiário ao CEO da empresa, todas as ideias devem ser consideradas e incentivadas até que haja a análise aprofundada da mesma para eventual priorização. O objetivo é buscar pensamentos diversos e habilidades bastante variadas para identificar boas oportunidades para novos negócios.

Uma forma de contribuir com esse formato de colaboração é a partir de ferramentas na nuvem. Quando tudo o que os colaboradores da empresa precisam está disponível a qualquer hora, mesmo que eles estejam fora do ambiente de trabalho, isso estimula a participação. Além disso, essas ferramentas facilitam a cooperação em tarefas corporativas, integrando membros de equipes diferentes em projetos.

Invista nas tecnologias certas para o seu nível de maturidade digital 

Para impulsionar a inovação na sua empresa é essencial saber em quais tecnologias investir e qual o momento ideal para fazer isso. De fato, com o avanço acelerado do mercado e o surgimento constante de ferramentas inovadoras e que prometem inúmeros benefícios, pode ser difícil saber por onde e como começar. Nesse sentido, entender qual o nível de maturidade digital da sua empresa é essencial. 

A partir de um diagnóstico das ferramentas e sistemas utilizados, torna-se possível identificar pontos de melhoria que podem ser otimizados com as tecnologias adequadas. Um exemplo é o armazenamento de arquivos. Se a sua empresa ainda realiza o armazenamento em servidores locais ou até mesmo fisicamente, com pastas e arquivos impressos (como é o caso de muitas instituições de saúde), o primeiro passo para inovar é substituir esse modelo pelo armazenamento das informações na nuvem. 

Pode parecer uma mudança simples, diante das grandes tendências do mercado. Mas somente com uma base tecnológica consolidada, com processos cada vez mais digitalizados e na nuvem, a sua empresa será capaz de usufruir os benefícios de outras tecnologias emergentes.



Leia também Como funciona a nuvem híbrida? Vantagens para as empresas

Experimente novas abordagens em inovação

Uma forma de estimular que novas ideias surjam no ambiente de trabalho é usando abordagens diferentes para debater problemas, por exemplo. Há diversas técnicas, como a de improvisação e a metodologia de gamification, que contribuem para estimular os colaboradores a falarem sem que se sintam constrangidos ou acuados. 

Cria-se uma mudança no ambiente de trabalho que o torna propício para a troca de ideias e também para a criação de saídas inusitadas para situações comuns. As iniciativas diferentes para pensar em novas possibilidades encorajam os colaboradores a exporem pensamentos que sempre quiseram dizer e que antes sentiam que não havia espaço ou que seriam descartados sem qualquer análise. Por isso, é também importante evitar falar “nãos” a princípio, justamente para a criação desse ambiente aberto para o diálogo.


Leia também Mudança organizacional: como preparar sua equipe!

Use o design thinking

Design thinking é uma técnica muito usada por empresas que valorizam a inovação corporativa e a criação de novas ideias para projetos. A técnica envolve um processo que prevê quatro etapas principais:

  • 1ª etapa: o design thinking começa com o levantamento de problemas que a empresa quer resolver ou desafios que precisa superar.
  • 2ª etapa: aqui, começam as pesquisas, que visam entender os desafios que a empresa decidiu trabalhar.
  • 3ª etapa: nesse momento, deve ser definida uma estratégia.
  • 4ª etapa: somente nessa etapa final é que são desenvolvidas as ideias.

 

Esse método é uma excelente forma de incentivar a criatividade e estimular a sinergia, em um trabalho realmente feito a muitas mãos.

Não subestime o planejamento

Diagrama de Gantt

No processo de inovação, pode acontecer de surgirem muitas ideias, mas que, por não serem bem estruturadas e organizadas, acabam se perdendo. Por isso, é imprescindível trabalhar com planejamento para que as ideias sejam colocadas em prática. Esse planejamento deve conter a definição das etapas do projeto, os prazos para execução, os recursos que serão necessários, as pessoas envolvidas, além de outros pontos que sejam importantes para que as ideias saiam do papel. 

Existem muitas maneiras que podem ser usadas para fazer essa organização, por exemplo, o diagrama de Gantt e o modelo Canvas, que facilitam o trabalho. Também há no mercado diversas ferramentas que possibilitam otimizar a gestão de projetos de inovação. Além de ferramentas tecnológicas, vale ainda a contratação de empresas especializadas em inovação que possam apoiar, acompanhar e promover uma “gestão da inovação”.

 

Modelo Canvas

Busque uma consultoria de inovação para auxiliar

Faz parte da cocriação em inovação também buscar quem tem know-how na área. Isso pode ser extremamente benéfico para a empresa, que terá a visão de um terceiro. Uma consultoria especializada é capaz de trazer técnicas e novas ferramentas, auxiliando na busca de ideias para a criação de um programa maior de inovação.

Uma consultoria é muito eficiente na proposição de um conjunto de práticas inovadoras para serem aplicadas no dia a dia da empresa, trazendo benefícios a curto, médio e longo prazo. Além disso, muitas vezes quem está fora da empresa tem a capacidade de enxergar ideias e oportunidades de negócios diferentes daquelas que são apontadas por quem está dentro da empresa, lidando dia a dia com as mesmas questões.

Quer saber mais sobre a produtividade e a sua relação com a inovação? Confira mais conteúdos como este no blog da Qi Network.

transformação de processos